Blog do Juares | Como funciona uma constelação sistêmica?

Camaquã-RS
12:58
15/10/2018

Blog do Juares | Como funciona uma constelação sistêmica?

Redes Sociais

Facebook Twitter RSS Contato
QUER MATAR A SAUDADE, ENTÃO OUÇA!
Anunciantes Blog do Juares

Colunistas

Ilma Ferreira - Terapia Sistêmica

Ilma Ferreira é formada em Direito pela FURG/1986. Formada em Fisioterapia pela FEEVALE/1998. Formada em Psicologia Transpessoal pela UNIPAZ 2015. E, formação em Terapia Sistêmica pelo Instituto Imensa Vida/BH 2017. Telefone: (51) 98262 1362. E-mail: ilmaferrer@hotmail.com

Como funciona uma constelação sistêmica?

07/12/2017 | 15h55 | Fonte: Ilma Ferreira / Fotos: Divulgação
Compartilhe:

Como havia dito na última coluna, o objetivo hoje é informar como funciona uma constelação sistêmica.

Antes de mais nada, quero esclarecer que as Constelações Familiares nada tem a ver com religião. É um processo que faz parte da ciência fenomenológica, embasada em teorias científicas, que se utiliza dos Campos Morfogenéticos de Rupert Sheldrake, um biólogo inglês e que tem como principal objetivo localizar e remover bloqueios nas áreas: financeira, amorosa, de saúde e trabalho.

A percepção da terapeuta é o que orienta o cliente numa constelação, mas o que acontece não parte do profissional e sim dos representantes que acessam a informação do campo familiar do constelado.

Por exemplo: Uma pessoa que deseja constelar porque não consegue prosperar, embora trabalhe muito, nunca consegue ter prosperidade financeira.

Como ocorre: No dia da constelação as pessoas que sentem interesse pelo assunto comparecem e se disponibilizam para representar a pessoa que quer resolver seu problema, bem como representar os familiares do mesmo.

E então, as pessoas têm acesso ao campo morfogenético (energia) dos familiares e vão falando o que estão sentindo. As vezes chega-se à conclusão que o problema é bem mais antigo do que se pensava naquela família. É o caso, por exemplo, de quando os avós foram proprietários de terras ou empresas onde os empregados foram lesados e o Sistema Familiar cobra hoje do neto, coisa que não foi resolvida lá atrás.

Basta que se dê um olhar para estes empregados, e um bom lugar no coração, para que esse neto consiga prosperar.

Aquele ou aquilo que não foi visto, nem incluído no Sistema Familiar, fica cobrando que se inclua e faz com que uma pessoa totalmente inocente sofra por males que foram feitos por seus antepassados. Quando se dá esse lugar aqueles que merecem ser vistos acaba o emaranhamento e a pessoa flui para sua vida atual, com leveza e volta a ser próspero, no exemplo dado.

É o sistema familiar gritando por socorro e exigindo que todos pertençam.

Mais uma vez falo das Ordens do Amor:

Pertencimento: Todos têm direito a pertencer, e aquele que não foi visto hoje, o Sistema Familiar cobrará isso no futuro através de um neto, bisneto, sobrinho-neto, causando emaranhamento na vida dessa pessoa que sofre e nem entende o porquê de tal sofrimento.

mais fotos:

Compartilhe:

deixe seu comentário