Blog do Juares | Um ano termina e nasce outra vez...

Camaquã-RS
20:58
12/11/2018

Blog do Juares | Um ano termina e nasce outra vez...

Redes Sociais

Facebook Twitter RSS Contato
RELEMBRE OS BONS MOMENTOS, CLIQUE AQUI! BJ RÁDIO WEB
Anunciantes Blog do Juares

Colunistas

Jaqueline da Maia - Psicóloga

Jaqueline da Maia Psicóloga – CRP 07/19163 CLÍNICA LIMA – Rua Bento Gonçalves, 587 – Camaquã/RS (51) 3692-1233

Um ano termina e nasce outra vez...

31/12/2014 | 11h23 | Fonte: Jaqueline da Maia
Compartilhe:

Na última manhã de 2014 meu pensamento voa numa retrospectiva pessoal, e me espanto com a quantidade de lembranças que me veem numa velocidade ímpar. Angariamos lembranças de muitas coisas boas e ruins, e mesmo que não tenhamos certeza todas elas nos modificaram de maneira irreversível, até mesmo aquelas das quais não demos a mínima importância. Pois como diz o Lulu: ...”nada do que foi será de novo do jeito que já foi...”. Me pego saudosa entre tantas imagens e sensações. O ser humano tem grande dificuldade de se desapegar. Vivemos numa sociedade que inverteu valores e deixa o ser humano meio perdido sem saber se segue seu coração ou os apelos da mídia. Muitas pessoas sofrem de surdez sentimental e não sabem.

Assistindo as várias retrospectivas confirmo a teoria que o tempo escorre pelas mãos mesmo que essas concepções se modifiquem conforme a idade em que nos encontramos. Para um adolescente um ano é uma eternidade, já para um adulto a coisa funciona de maneira oposta. E, no entanto é o mesmo tempo, mas com o passar começamos a nos dar conta que não vivemos tudo o que há para viver. Então num dia como hoje mesmo estando organizando a ceia da virada, e alegres com tantas expectativas, haverá momentos de saudosismo saudável, para podermos nos alimentar de certos afetos e momentos que ficarão guardados no nosso guarda-roupa interno e que levaremos por toda a nossa vida.

Que possamos trabalhar o desapego, mas que saibamos discernir sobre o que merece ser levado conosco e o que realmente deva ser deixado para trás. O passado se revisita apenas para que não cometamos os mesmos erros e para matarmos uma saudade velada de situações e pessoas que nos marcaram. Que consigamos manter a capacidade de aprender sempre, a todo o momento. Que a gente compreenda de fato que somos um corpo habitado por uma alma que busca a felicidade, mas que entende que a felicidade é feita de pequenos momentos costurados entre situações doloridas.

Que a solidariedade seja um exercício constante, e que se torne um comportamento habitual em nossas rotinas. O maior beneficiado será sempre àquele que doa. Que se possa utilizar dos nossos sentidos e que não se duvide de nossa capacidade melhorar a cada instante. Que nos responsabilizemos por nossas escolhas e ações e que se compreenda que tudo o que se fizer interferirá em nossas vidas e na vida de quem estará ao nosso redor, isso chama-se de livre arbítrio, então cuidemos de nossos ATOS, PALAVRAS E OMISSÕES.

E só há uma certeza: “SOMOS FRUTOS DE NOSSA PRÓPRIA CONSTRUÇÃO”, então os dias e noites de 2015 serão exatamente aquilo que fizermos deles. Paz, amor, sucesso e muita saúde a todos é o que desejo.

Jaqueline da Maia - Psicóloga CRP 07/19163

Fone: (51) 9889 0134

Camaquã/RS

Compartilhe:

deixe seu comentário