Blog do Juares | 38ª Feira do Livro de Camaquã: AABB, Rio Camaquã e painéis

Camaquã-RS
03:44
19/11/2018

Blog do Juares | 38ª Feira do Livro de Camaquã: AABB, Rio Camaquã e painéis

Redes Sociais

Facebook Twitter RSS Contato
RELEMBRE OS BONS MOMENTOS
Anunciantes Blog do Juares

Notícias - Cultura

38ª Feira do Livro de Camaquã: AABB, Rio Camaquã e painéis

Feira do Livro 2018 acontece de 17 a 21 de outubro, na AABB
15/10/2018 | 12h31 - Fonte: Diretoria de Turismo / Foto: Divulgação
Compartilhe:

O Governo de Camaquã se sente honrado em produzir e realizar a 38ª Feira do Livro na data de 17 a 21 de Outubro, que acontecerá na Associação Atlética Banco do Brasil (AABB), situada na Rua Antônio José Centeno, nº 694, no bairro Olaria.

“A sede da AABB está sendo reformada com o empenho da diretoria da associação e está ficando muito bonita. Parabéns aos empenhados em limpar, lavar, capinar, consertar, lixar, renovar e pintar”. Venham conviver os dias da 38ª Feira do Livro na AABB", ressaltou Nilza Tessmann, a diretora de Turismo de Camaquã.

Soma-se ao empenho da diretoria da AABB, a incansável equipe da Secretaria da Cultura, Turismo, Desporto Lazer e Juventude. Duas equipes com o propósito de proporcionar encanto, diversão, conhecimento e especialmente um grande encontro com o motivo da Feira: o livro!

Durante a 38ª Feira do Livro com o tema “Nossa História, Nossa Cultura”, e o lema “Navegando nos Mares da Literatura”, estarão acontecendo painéis um tanto inusitados, senão diferentes. Embora registrado em livros, não é um assunto debatido, discutido ou ventilado.

Refere-se às nossas águas, hoje parecendo mais distantes de Camaquã do que nos idos anos de 1835, quando quase todo o transporte acontecia pelas águas. Inclusive estamos na luta ferrenha contra a exploração do cobre no Rio Camaquã, que requer esforço e união de todos para apagar este desejo cruel da mineradora.

Voltemos aos painéis e os convidamos a assistir “A Questão Náutica Farroupilha”; “História da Navegação na Lagoa dos Patos”; e ainda a “Revolução Farroupilha e Nossa História”. Em cada um deles, tem pelo menos um camaquense falando. Se ouvimos constantemente “Valorize o Comércio local” nos valemos da afirmativa “ Valorize a Cultura local”!

Compartilhe:

comentários