Blog do Juares | Bolsonaro diz que vai governar o Brasil com a Bíblia e a Constituição

Camaquã-RS
06:10
16/11/2018

Blog do Juares | Bolsonaro diz que vai governar o Brasil com a Bíblia e a Constituição

Redes Sociais

Facebook Twitter RSS Contato
RELEMBRE OS BONS MOMENTOS
Anunciantes Blog do Juares

Notícias - Política

Bolsonaro diz que vai governar o Brasil com a Bíblia e a Constituição

Jair Bolsonaro foi eleito neste domingo presidente do Brasil com 55% dos votos válidos contra 45% de Haddad
28/10/2018 | 20h42 - Fonte: Correio do Povo / Foto: Reprodução / Facebook
Compartilhe:

Em discurso transmitido pela internet menos de meia hora de o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) anunciar sua eleição, Bolsonaro chamou a Bíblia de "caixa de ferramentas' para consertar o homem e a mulher.

"O que mais quero é, seguindo os ensinamentos de deus, ao lado da Constituição brasileira, inspirando-se em grandes líderes, e com boa assessoria, isenta de indicações políticas de praxe, começar a fazer o governo a partir do ano que vem e, possivelmente, colocar o nosso Brasil no lugar de destaque. Temos tudo para ser uma grande nação", afirmou.

Em discurso recheado de referências cristãs, Bolsonaro afirmou que Deus o salvou da morte em 6 de setembro, quando foi atacado a faca durante ato de campanha em Juiz de Fora (MG). "Deus reservou algo para mim e para todos nós no Brasil", declarou.

"Fizemos uma campanha não diferente dos outros, mas como deveria ser feita, afinal de contas, a nossa bandeira, o nosso slogan eu fui buscar naquilo que muitos chamam de caixa de ferramentas para consertar o homem e a mulher, que é a bíblia sagrada", disse.

Bolsonaro afirmou que decidiu disputar a Presidência há quatro anos porque "não poderia mais pensar só em mim".

"Depois dos 60 anos essa vontade se fez cada vez mais presente, não por obsessão, não por querer ocupar a cadeira presidencial por um motivo pessoal. Ocupá-la sim para que juntamente com uma boa equipe nós pudéssemos ter, mais do que esperança, ter a certeza de mudar o destino do nosso país", afirmou.

Compartilhe:

comentários