Blog do Juares | Grêmio pedirá pontos do jogo com o River e crê em julgamento na quinta-feira

Camaquã-RS
16:23
20/11/2018

Blog do Juares | Grêmio pedirá pontos do jogo com o River e crê em julgamento na quinta-feira

Redes Sociais

Facebook Twitter RSS Contato
RELEMBRE OS BONS MOMENTOS
Anunciantes Blog do Juares

Notícias - Esportes

Grêmio pedirá pontos do jogo com o River e crê em julgamento na quinta-feira

Tricolor acusa Gallardo de participação decisiva ao quebrar regras da Conmebol
31/10/2018 | 13h05 - Fonte: Correio do Povo / Foto: Conmebol / Divulgação / CP memória
Compartilhe:

O Grêmio irá para pedir para a Confederação Sul-Americana de Futebol os pontos da segunda partida da semifinal da Libertadores, contra o River Plate, na tarde desta quarta-feira devido ao descumprimento do regulamento praticado por Marcelo Gallardo. O treinador estava proibido pela Conmebol de se comunicar com o auxiliar técnico durante o jogo e de ter contato com os atletas no vestiário, mas não foi o que ocorreu.

“É uma questão muito séria, pois atinge o regulamento da Conmebol e o Gallardo teve influência decisiva no jogo. Ele estava punido e ingressou no vestiário. No final, concedeu entrevista dizendo que não estava arrependido e que faria de novo”, lembrou o vice jurídico Nestor Hein em entrevista para a Rádio Guaíba. 

Entre os casos que o Grêmio apresentará para tentar convencer a Conmebol está o do Santos. O clube paulista teve o resultado da partida contra o Independiente, nas oitavas de final, invertido já que a Conmebol considerou irregular a escalação do meio-campista Carlos Sánchez. 

“Há regras ou não há? Vamos recorrer e achamos que temos possibilidades, pois estamos levando dois casos similares onde houve perda de pontos. São interesses extracampos, mas não menos fundamentais, pois no futebol não se pode priorizar a malandragem e os desvios como os do Gallardo”, destacou Hein. 

O Grêmio tem 24 horas, desde o horário do término do jogo, para apresentar uma reclamação para a Conmebol, mas o departamento jurídico do clube pretende se deslocar para o Paraguai no início da tarde. Como o tribunal da instituição é de penas, não haverá, em um primeiro momento, oportunidade de defesa para o clube argentino. Eles somente poderão se pronunciar, após a decisão da entidade. 

“A experiência demonstra que deve ser julgado amanhã (quinta-feira). (...) Não é só uma sansão pecuniária e afastamento da área técnica nos próximos jogos. É de perda de pontos”, afirmou Hein. 

A velocidade do julgamento se deve a proximidade com as finais da Libertadores, marcadas para os dias 7 e 28 de novembro. Além de Hein, o presidente Romildo Bolzan Jr e outros integrantes da direção irão até Luque, no Paraguai, para apresentar o pedido para a Conmebol. 

Nesta quinta-feira, às 21h45min, o Boca Juniors vai a São Paulo enfrentar o Palmeiras. No primeiro jogo, os argentinos venceram por 2 a 0 na Bombonera.

Compartilhe:

comentários