Colunistas

Pablo Bierhals - Fatos interessantes e assuntos diversos

Pablo Bierhals - Fatos interessantes e assuntos diversos

Estudante de Jornalismo na Universidade Católica de Pelotas e pesquisador.

A vida andava razoavelmente bem

30/05/2020 - 14h38min Pablo Bierhals / Foto: Divulgação

A vida andava razoavelmente bem, você não sabe ao certo quando foi que tudo passou a ser diferente, existem apenas suspeitas. Um certo dia você não teve ânimo de sair da cama, como se houvesse um peso no peito que lhe jogasse de volta, deixando até mesmo a respiração mais ofegante. No banho, talvez você tenha achado uma forma de meditar a respeito da vida, pois há somente você e seus pensamentos no banheiro. As coisas começam a fazer sentido e você até sorri, então desliga o chuveiro e percebe que há um dia inteiro pela frente. O desânimo retorna como se toda meditação anterior fosse apenas um sonho, você tem um problema maior do que quer admitir, você no fundo sabe que precisa de ajuda.

O pedido de ajuda é doloroso, como se você não pudesse cuidar de si mesmo(a) sozinho(a), além do mais, você tem medo de que a pessoa pergunte: “ajuda para quê?” e você não tenha uma resposta clara. Mesmo assim, você resolve falar com algumas pessoas a respeito, mas a maioria delas trata o assunto com indiferença, fazendo com que você se deprima ainda mais. As vezes brilha uma luz de lugares que você nem imaginava, enquanto pessoas próximas parecem não enxergar.

O pior sentimento é aquele... Você sabe do que eu estou falando. Um sentimento que ninguém nunca deveria ter, por mais difícil que as coisas estejam. Então você se sente culpado por tal pensamento e busca mais uma vez por ajuda, mas muitas vezes busca em lugares errados, em um ato de desespero. Dentro de você é tudo escuro, mas você nem se dá conta de que para muitos que lhe observam, não há nada além de alguém um pouco chateado, principalmente em tempos de pandemia, onde todo mundo está de saco cheio de ficar trancado em casa.

Eu estou usando este espaço para falar com você, porque hoje eu senti que tenho o privilégio de servir como um alto-falante para todas as vozes caladas e corações tristes que leem este blog. Você não está sozinho.

Um recente levantamento realizado pela UERJ, mostra que esse tipo de problema chegou a duplicar nos meses de pandemia. Tratar problemas como a depressão e a ansiedade como doença é o primeiro passo para reverter este quadro. Não é apenas no setembro amarelo que se deve dar importância para um assunto tão urgente e apontado por muitos como “o mal do século”. Se ainda assim, você se sente desconfortável ou sozinho para procurar ajuda de quem realmente pode lhe ajudar, tente ligando para o Centro de Valorização da Vida através do telefone 188, ou então entre no site e fale pelo chat online.

Se este texto lhe tocou de alguma forma, eu espero que tenha sido motivador o bastante para buscar por ajuda e não desistir da luta, eu não quis encher de mensagens positivas clichês, eu quis apenas que você soubesse que não está sozinho. Se você conhece alguém que se encaixe nas descrições acima, não deixe-o desistir.

MAIS COLUNAS

MIX BEBIDAS
PADARIA ESTRELA
MIX BEBIDASPADARIA ESTRELA
Tocando agora: Relembre bons momentos
Diminuir/Aumentar Fonte: Fonte: A - A +