Colunistas

Pablo Bierhals - Fatos interessantes e assuntos diversos

Pablo Bierhals - Fatos interessantes e assuntos diversos

Estudante de Jornalismo na Universidade Católica de Pelotas e pesquisador.

Uma conversa com Alice Bastos Neves

21/11/2020 - 12h48min Pablo Bierhals / Foto: Jerusa Cardoso Rosa

Os cursos de comunicação da Universidade Católica de Pelotas organizaram um evento online, que foi realizado entre os dias 10/11 e 13/11, sendo a última convidada, a Alice Bastos Neves, uma das mulheres mais influentes do jornalismo esportivo do país, estando atualmente no comando do Globo Esporte, pela RBS TV.

Na conversa com Alice, diversos assuntos interessantes foram colocados em pauta, entre eles questões como o machismo no jornalismo esportivo, que ainda é alimentado por parte do público, apesar de que gradativamente, com importante participação da própria Alice como também de outras jornalistas muito competentes, o cenário vem mudando.

Minha conversa com a apresentadora, em um primeiro momento, se voltou para questões do jornalismo esportivo em geral. A pergunta foi sobre o que a mesma pensava e quais haviam sido as experiências até o momento a respeito do jornalista revelar o clube pelo qual torce, ou torcia na infância, já que os esportes sempre são ambientes de muitas paixões também.

A resposta foi bastante direta, quando Alice alegou ser um desafio para o jornalista, ainda nos dias atuais, revelar o clube de sua preferência particular, já que existem muitos fanáticos e as próprias organizadas que tendem a ser agressivas com torcedores de clubes rivais. A apresentadora ainda relatou episódios tensos que passou pela carreira, junto de seus colegas, por parte de torcedores que acreditavam que sua equipe de reportagem favorecia determinado clube. Houveram episódios tanto por parte de torcedores gremistas como também por parte de torcedores colorados.

A jornalista ainda frisou que não vê necessidade do jornalista revelar seu clube, mesmo que não houvessem tais retaliações, já que no seu caso e nos casos de muitos dos quais a mesma convive, o clube pelo qual torciam na infância já não desperta tanta comoção, comparado ao ato de reportar as notícias. Podendo-se alegar que, de fato, estão no time do jornalismo e não nas arquibancadas.

Em um segundo momento, já próximo ao final do evento, questionei a apresentadora sobre como os profissionais que atuam na televisão enxergam a cena da internet no Brasil, que vem crescendo cada dia mais, apesar de que as emissoras de tevê aberta ainda possuem um alcance muito maior, assim como também credibilidade nas notícias, segundo dados apresentados pelo Datafolha.

Alice disse não temer que a televisão perca credibilidade no futuro, já que emissoras como a própria Rede Globo já apostam em conteúdo na internet como forma de se manter em evidência, além de acreditar que programas ao vivo venham a ser o grande diferencial da televisão para o futuro.

A apresentadora foi sempre muito simpática e respondeu a todos que levantaram questões com muita clareza e atenção. O evento se encerrou, mas ficou o convite para que os alunos de comunicação da universidade pudessem conhecer os estúdios da RBS TV, em Porto Alegre.

 

MAIS COLUNAS

Tocando agora: Relembre bons momentos
Diminuir/Aumentar Fonte: Fonte: A - A +