Esportes

Inter enfrenta o Fortaleza com time descaracterizado

Com o foco nos mata-matas, Colorado tenta voltar ao G-6 do Brasileirão
17/08/2019 - 09h18min Corrigir

Se pudesse, o Inter abandonaria o Campeonato Brasileiro por pelo menos algumas semanas. Neste momento, quando o clube corre em três frentes simultaneamente, não há como negar que a competição, que o clube não conquista há 40 anos, é um entrave. Já que não jogar é inviável, o Inter o fará neste sábado (17), às 17 horas, contra o Fortaleza, no Ceará, com uma equipe completamente descaracterizada, sem titulares em campo e nem no banco de reservas. 

As atenções do Inter como um todo, inclusive da torcida, estão voltadas para a sequência de mata-matas que viverá, a princípio, nas próximas três semanas (Flamengo, pela quartas de final da Libertadores, dias 21, no Rio, e 28, no Beira-Rio, e Cruzeiro, pelo jogo de volta da semifinal da Copa do Brasil, dia 4 de setembro, no Beira-Rio). Se o time seguir nos torneios, manterá a prioridade sobre eles, seguindo a política de relegar o Brasileirão a um segundo plano. 

A estratégia, no entanto, não tira a apetite do clube por pontos. Até o início da rodada, o Inter ocupa a oitava posição na tabela de classificação. O objetivo, independentemente da formação que for utilizada, é subir alguns postos, voltando ao G-6, lugar que garante, sejam quais forem os resultados nas copas, um lugar na Libertadores em 2020, condição considerada fundamental para dar prosseguimento ao processo de reerguimento do clube após a traumática queda para a Série B, em 2016. 

Para isso, precisa vencer fora de casa, algo que ainda não aconteceu nesta edição do Brasileirão − são cinco vitórias e um empate. “Ainda não sabemos quem entrará em campo, mas há responsabilidade de vestir a camisa do Inter, que é muito pesada. Vamos buscar a vitória, porque precisamos reverter essa situação de não conseguir vencer fora. Está todo mundo falando isso”, lamentou o atacante Wellington Silva, que tem aproveitado as oportunidades, tanto no time titular, quando entre os reservas.

O grupo colorado embarcou para Fortaleza com 21 jogadores, nenhum dos quais titular. Ontem, Odair Hellmann orientou um treino no CT do Ceará, no qual deu os retoques finais ao time. O volante Bruno Silva, que chegou nesta semana ao Inter, deverá fazer a sua estreia. 

O Fortaleza, por sua vez, perdeu o técnico Rogério Ceni, que estava no clube desde novembro de 2017 e foi para o Cruzeiro. Seu substituto será Zé Ricardo, que está trabalhando com o grupo há apenas quatro dias. Ele orientou treinos fechados neste pouco tempo de trabalho à frente do grupo, mas já adiantou que não pretende fazer alterações radicais na equipe que vinha fazendo campanha regular no Campeonato Brasileiro.

Brasileirão - 15ª rodada

Fortaleza

Felipe Alves; Tinga, Quintero, R. Carvalho e Carlinhos; Felipe, Juninho, Vázquez, Edinho e Romarinho; Wellington Paulista. Técnico: Zé Ricardo

Inter

Danilo Fernandes; Zeca, Klaus, Emerson Santos e Natanael; Rithely, Bruno Silva, Nonato, Sarrafiore e Wellington Silva; Tréllez. Técnico: Odair Hellmann

Árbitro: Braulio da Silva Machado

Local: Estádio do Castelão, em Fortaleza (CE)

MAIS NOTÍCIAS

SPEED CAR
MA EXCURSÕES
ECONÔMICA MÓVEIS E ELETRO
TAXISTAS APP
Vencato Casas
PRODUTORA DIAMOND
RÁDIO SÃO JOSÉ
Petroman
Promoshare Sperotto
JOMAR GÁS
ELETRO CLIC
SERVI
Lucas Imobiliária
ROGÉRIO CALÇADOS
FUNERÁRIA CAMAQUENSE
FUNERÁRIA JARDIM
Tocando agora: Relembre bons momentos
Diminuir/Aumentar Fonte: Fonte: A - A +