Política

PEC que prevê extinção de municípios deve ser readequada, diz Onyx

Lorenzoni entende que o Congresso pode fazer ajustes, “pode baixar um pouco a régua”, fazer adequações
08/11/2019 - 08h39min Corrigir

O ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, disse, nesta quinta-feira, que a proposta do governo federal de extinguir municípios com menos de 5 mil habitantes e arrecadação própria inferior a 10% da receita total poderá sofrer uma adequação pelo Congresso. “Nós vamos conversar com parlamentares e a Confederação Nacional dos Municípios (CNM) e o governo sabe que a proposta vai sofrer uma intermediação através do Congresso, entre o Executivo e a sociedade”, disse Lorenzoni ao participar de evento em Passo Fundo.

Temos que buscar um equilíbrio e às vezes o burocrata faz uma coisa que parece ótimo do ponto de vista fiscal, mas do ponto de vista real é incompatível”, analisou. Lorenzoni entende que o Congresso pode fazer ajustes, “pode baixar um pouco a régua”, fazer adequações. O Ministro defende as três PECs apresentadas nesta semana pelo governo federal e afirmou que as mesmas possuem uma riqueza de possibilidades para garantir o saneamento das contas públicas. “Com isso, os governadores, os prefeitos e vereadores deixarão de se preocupar com a Folha de Pagamento e focar nas pessoas com ações nas áreas da saúde, educação, infraestrura e muito mais”, afirmou.

Em Passo Fundo, o Ministro palestrou, no Clube Comercial, durante reunião-almoço promovido pela Associação Comercial, Industrial, de Serviços e Agronegócios (Acisa), juntamente com a CDL, Sindilojas, Sinduscon, Sincogêneros, Sindicato Rural e Sindicato Contábil. A palestra, que ocorreu nesta quinta-feira, teve como tema “O Brasil que estamos construindo juntos”.

Reivindicações locais

Onyx Lorenzoni recebeu reivindicações das lideranças locais. Dentre elas, para que seja acelerada a liberação de recursos para início das obras de ampliação do Aeroporto Lauro Kortz. Onyx informou que o projeto de ampliação foi rejeitado pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e pede que até a próxima segunda-feira,11, uma nova proposta seja entregue pelo Governo do Estado. "O projeto tinha muitas fragilidades e falhas e com isso não foi possível liberar uma obra que tem problemas técnicos, mas logo a situação será solucionada”, tranquilizou.

Durante o encontro que teve com o prefeito de Passo Fundo, Luciano Azevedo, e secretários municipais, Onyx Lorenzoni destacou o crescimento da cidade e a forma como está sendo administrada, comparando-a ao governo federal. “A cidade de Passo Fundo é exemplo de gestão para os demais municípios e também para o nosso governo." Basta andar pelas ruas e conversar com as pessoas para ver esse reconhecimento. Em Brasília estamos tentando fazer um pouco do que aqui é realizado”, disse Onyx.

O prefeito destacou a parceria do ministro com a cidade, sendo apoiando projetos e encaminhando emendas parlamentares que ajudam a beneficiar os passo-fundenses em diversas áreas. “Hoje discutimos alguns assuntos para que ele possa nos ajudar em Brasília e acreditamos que teremos bons resultados”, enfatizou.

O Ministro também recebeu pedidos para que sejam liberados recursos a serem aplicados na construção da Escola Municipal dos Autistas, no apoio à abertura de rua da BR 285 e à BSBIOs.

MAIS NOTÍCIAS

ART MÓVEIS
Petroman
FUNERÁRIA CAMAQUENSE
RÁDIO SÃO JOSÉ
GRUPO WHATSAPP
SUPER SÃO JOSÉ
FUNERÁRIA BOM PASTOR
ADRIANO CONRADO
ELETRO CLIC
OLIDATA
BRICK DO TOMAZ
GRÁFICA.COM
FUNERÁRIA CONCÓRDIA
ROGÉRIO CALÇADOS
Tocando agora: Relembre bons momentos
Diminuir/Aumentar Fonte: Fonte: A - A +