Geral

Área técnica do TCU conclui auditoria nos Pedágios da Região Sul

O processo segue, agora, para pronunciamento do relator, ministro Raimundo Carreiro
03/12/2019 - 11h56min AL RS Corrigir

A área técnica do Tribunal de Contas da União (TCU) concluiu na sexta-feira (29) o trabalho de auditoria nos contratos de pedágio das BRs 116 e 392, no Sul do Estado. O processo segue, agora, para pronunciamento do relator, ministro Raimundo Carreiro.

O deputado estadual Fábio Branco (MDB), que ao lado do deputado federal Marcel van Hattem (NOVO) propôs a auditoria, explica que o parecer elaborado pela Secretaria de Fiscalização de Infraestrutura Rodoviária e de Aviação Civil (SeinfraRod/TCU) tramita em sigilo.

“O que sabemos até o momento é que a área técnica do TCU solicitou documentos, tanto para a concessionária, quanto para os órgãos ligados ao governo federal. Todas as considerações foram reunidas nesse parecer que foi encaminhado ao relator no fim da tarde de sexta. É o ministro Raimundo Carreiro que dará o voto final, dizendo se o preço do pedágio está justo, ou se precisa ser reduzido”, explica o deputado Fábio.

Na visão de Fábio, o processo agora entra em uma fase decisiva. Por isso, ele e o deputado Marcel solicitaram uma reunião com o ministro Raimundo Carreiro. A intenção é mobilizar lideranças políticas e econômicas da região Sul, para alertar o relator sobre o prejuízo que as altas tarifas trazem para a economia da Metade Sul.  

“Os preços nas BRs 116 e 392 são muito acima dos valores cobrados nas demais estradas do Rio Grande do Sul e até mesmo de outros Estados. Isso diminui a competitividade do Porto de Rio Grande e eleva o preço geral dos fretes na nossa região”, conclui Fábio.

A auditoria

  • Em 11 de abril, o deputado estadual Fábio Branco pediu ao TCU uma auditoria nos contratos de pedágio da região Sul. 
  • O tema despertou o interesse do deputado federal Marcel van Hattem (NOVO), que no dia 2 de maio protocolou na Câmara dos Deputados uma Proposta de Fiscalização e Controle, também solicitando auditoria do TCU. 
  • O relator da proposta na Câmara, Carlos Jordy (PSL-RJ), concordou com o pedido e recomendou a auditoria. A auditoria foi aprovada por unanimidade pelo plenário da Comissão de Fiscalização, no dia 10 de julho. 
  • O TCU foi notificado da decisão e terá até 9 meses (abril de 2019) para concluir o processo. Ao término da auditoria, dirá se o preço pago nas cinco praças está justo ou se precisa ser reduzido.

MAIS NOTÍCIAS

OBA OBA
RÁDIO SÃO JOSÉ
FUNERÁRIA CAMAQUENSE
SPEED CAR
Lucas Imobiliária
ROGÉRIO CALÇADOS
FUNERÁRIA BOM PASTOR
ECONÔMICA MÓVEIS E ELETRO
JOMAR GÁS
SUPER SÃO JOSÉ
GRÁFICA.COM
PEGLOW
ELETRO CLIC
FORMATTA RH
Petroman
FUNERÁRIA JARDIM
Tocando agora: Relembre bons momentos
Diminuir/Aumentar Fonte: Fonte: A - A +