Polícia

Homem morre ao ser baleado por policial militar durante abordagem em Charqueadas

Brigadianos disseram que ele reagiu, por isso foi preciso atirar
08/01/2020 - 13h40min Corrigir

Um homem, de 61 anos, foi morto a tiros durante uma abordagem da Brigada Militar, em Charqueadas, na Região Metropolitana de Porto Alegre, na tarde de terça-feira (7).

O G1 tenta contato com a Brigada Militar, mas ainda não teve retorno.

De acordo com o delegado Marco Aurélio Schalmes, Alceu Cunha de Oliveira teria oferecido R$ 50 para ter relações sexuais com uma jovem de 17 anos, num parque da cidade, conhecido como Parcão. Ela estava acompanhada do pai no momento da abordagem.

"O pai afastou esse indivíduo do local, no entanto ele retornou alguns minutos depois portando uma faca na cintura de forma ostensiva, e também para intimidar o pai e a menina. Novamente, ofereceu uma quantia para manter relação sexual com a menina", disse o delegado.

O caso aconteceu por volta das 13h30, segundo ocorrência policial. A adolescente ligou para a BM e denunciou o homem.

Testemunhas contaram à Polícia Civil que Alceu reagiu durante a abordagem da BM, e tentou atingir um brigadiano a facadas.

"Os dois policiais militares, ao chegarem no local, deram voz de comando ao indivíduo para que se levantasse para que fosse realizada a revista, no entanto ele sacou a faca que portava e foi em direção aos policiais. No primeiro momento, um dos policias fez uso do bastão, para tentar desarmar esse indivíduo. Sem êxito, ele continuou a ir ao encontro dos policiais com essa arma de fogo, segundo testemunhas, até fazendo gestos de golpes para tentar acertar os policiais", contou.

O policial militar disparou cinco vezes contra ele usando balas de borracha. Os brigadianos contaram que, como ele não parou, foi preciso atirar duas vezes com uma pistola calibre 40, contra as pernas da vítima. Alceu foi levado para o Hospital de Charqueadas, mas não resistiu.

"Pelo que nós temos de relato do hospital, pelo menos um dos disparos o acertou. A causa da morte só teremos quando sair a necropsia. Possivelmente seja hemorragia. Não é comum um tiro na perna causar um óbito, possivelmente esse disparo acertou uma artéria que causou grande sangramento".

O homem não tem antecedentes criminais. De acordo com o delegado, testemunhas relataram que o ele estava alterado, provavelmente em surto.

"Hoje [nesta quarta (8)] à tarde devemos ouvir a filha para entender se ele tinha algum problema psicológico ou se estava passando por algum tratamento", explicou.

O local onde o crime aconteceu é monitorado por câmeras. A RBS TV solicitou as imagens à Prefeitura de Charqueadas, mas foi informada que a administração das câmeras é feita pela BM através de um convênio.

"Estamos realizando diligências para obter as imagens das câmeras de segurança do Parcão e de estabelecimento comerciais próximos. A Polícia Civil está investigando o caso e a abordagem dos policiais. Em um primeiro momento, temos como correta a abordagem por parte dos PMs", disse o delegado.

MAIS NOTÍCIAS

Petroman
SPEED CAR
FUNERÁRIA BOM PASTOR
JOMAR GÁS
ELETRO CLIC
GRÁFICA.COM
PEGLOW
ROGÉRIO CALÇADOS
RÁDIO SÃO JOSÉ
ART MÓVEIS
SUPER SÃO JOSÉ
JENIFER
ADRIANO CONRADO
FUNERÁRIA JARDIM
ECONÔMICA MÓVEIS E ELETRO
FUNERÁRIA CAMAQUENSE
Tocando agora: Relembre bons momentos
Diminuir/Aumentar Fonte: Fonte: A - A +