Economia

Entidades debatem a produção e exportação de arroz no Estado

Em reunião na 30ª Abertura Oficial da Colheita do Arroz, presidente da Câmara Setorial do Arroz, o camaquense Daire Coutinho, sugeriu a ampliação do Pronaf para solucionar o problema de endividamento dos produtores do grão
12/02/2020 - 16h51min Nestor Tipa Júnior / AgroEffective Corrigir

Em reunião na Câmara Setorial do Arroz nesta quarta-feira (12), na 30ª Abertura Oficial da Colheita do Arroz, foram debatidas soluções referentes ao endividamento do setor arrozeiro e das exportações do grão. Medidas essas que serão reforçadas junto ao Ministério da Agricultura.

De acordo com o camaquense Daire Coutinho, presidente da Câmara Setorial do Arroz, o que mais foi debatido na reunião é a resolução do impasse do endividamento dos produtores de arroz. Para Coutinho, a mobilização tanto da cadeia produtiva, da câmara e dos parlamentares está fazendo com que se encontre uma solução para os produtores.

E uma das medidas apresentadas para sanar este problema, segundo o presidente da Câmara Setorial do Arroz, é a ampliação do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar, o Pronaf, para enquadramento dos produtores de arroz. Essa alternativa, inclusive, já recebeu uma resposta positiva do Ministério da Economia. “O Pronaf tem uma legislação diferente, um acesso diferente. Isto vai fazer que, com o aumento dos limites do Pronaf, tenhamos produtores que poderão migrar para isto com um bom número conseguindo um juro menor e melhor condição de financiamento”, salientou.

Outra pauta discutida no evento foi a das exportações. Coutinho afirmou que o Brasil deve buscar a renovação das cotas comerciais com o México, um grande parceiro do nosso país na compra do grão, e abrir novos acordos com outras nações que tenham grande potencial consumidor.

A 30ª Abertura Oficial da Colheita estará acontecendo até sexta-feira (14). O evento tem com tema “Intensificação para Sustentabilidade”, sendo realizado pela Federação das Associações de Arrozeiros do Rio Grande do Sul (Federarroz) e Embrapa, com patrocínio do Irga.

O encontro tem como sede a Estação Experimental Terras Baixas da Embrapa Clima Temperado, em Capão do Leão, município próximo a Pelotas, na região sul do Estado. Conta com a presença de produtores rurais, indústrias e representantes do Governo Federal.

MAIS NOTÍCIAS

Petroman
ROGÉRIO CALÇADOS
FICA EM CASA
SPEED CAR
ELETRO CLIC
GRÁFICA.COM
FUNERÁRIA BOM PASTOR
ART MÓVEIS
ECONÔMICA MÓVEIS E ELETRO
ADRIANO CONRADO
SUPER SÃO JOSÉ
JENIFER
OLIDATA
FUNERÁRIA CAMAQUENSE
RÁDIO SÃO JOSÉ
Tocando agora: Relembre bons momentos
Diminuir/Aumentar Fonte: Fonte: A - A +