Esportes

No primeiro duelo de Renato e Coudet, Gre-Nal 423 vale vaga na final do turno do Gauchão

Times chegam em momentos diferentes ao clássico, que decide primeiro classificado à decisão
15/02/2020 - 09h07min Corrigir

No ano em que o Rio Grande do Sul pode vivenciar mais de uma dezena de Gre-Nais, o primeiro deles acontece neste sábado, a partir das 16h30min, no estádio Beira-Rio. O clássico de número 423 vale uma vaga na decisão do turno do Campeonato Gaúcho. Trata-se de um jogo recheado de expectativas e que colocará frente a frente, pela primeira vez, Eduardo Coudet e Renato Portaluppi.

Estreante no clássico, o treinador argentino está invicto desde que assumiu o comando do Inter. São cinco vitórias e dois empates, com um aproveitamento de 81%. Coudet trouxe novas ideias, implantou um modelo de jogo ofensivo, de posse de bola e marcação alta. E colocará à prova sua filosofia diante do maior desafio até aqui na temporada.

Por outro lado, Renato tem uma vasta experiência no clássico e conhece a aldeia como poucos. A maneira de o Grêmio jogar não mudou desde 2016, quando ele assumiu, mas há peças novas na equipe e a instabilidade tem gerado questionamentos. O próprio treinador disse, em entrevista após a derrota para o Aimoré, que o time “precisa acordar” se quiser ir à final.

O momento do Inter é considerado melhor. Além da invencibilidade de sete jogos, o Colorado já passou por um dos mata-matas necessários para alcançar a fase de grupos da Libertadores da América e chega embalado para o Gre-Nal. Mas o retrospecto recente em clássicos é favorável ao Grêmio. Em 2019, esteve invicto, foram duas vitórias e três empates.

Coudet deve repetir quase toda a escalação que bateu a Universidad de Chile no meio de semana, com uma alteração forçada. Após a lesão de Patrick, que para por no mínimo três semanas, Boschilia é o favorito para ganhar um lugar no time. O atacante Marcos Guilherme corre por fora. Essa segunda opção daria mais velocidade à equipe, além de ser um jogador mais agudo em relação a Boschilia. Porém, não há uma confirmação oficial de que o Inter realmente vá escalar titulares. É uma tendência, reforçada ainda mais pelo anúncio da Conmebol de que o jogo contra o Tolima, na Colômbia, será na próxima quarta-feira, e não na terça, aumentando o tempo de recuperação.

No Grêmio, existe a possibilidade de uma escalação com três volantes: Lucas Silva, Matheus Henrique e Maicon. Renato já utilizou essa estratégia em outros jogos importantes, como na semifinal da Libertadores de 2018, contra o River Plate, na Argentina. Há alternativas diferentes. Uma delas é iniciar com Thiago Neves, deixando Lucas Silva de fora. A outra, manter Luciano mais recuado.

O treinador vem encontrando dificuldades na escolha do jogador responsável pelo setor de criação. A defesa também preocupa. Sem os titulares Pedro Geromel e Walter Kannemann, o Grêmio terá a dupla reserva na semifinal, formada por Paulo Miranda e David Braz.

A projeção de público é de mais de 35 mil torcedores no Beira-Rio. Como de costume, haverá o espaço para a torcida mista.

Gauchão - semifinal do 1º turno

Inter

Marcelo Lomba; Rodinei, Moledo, Victor Cuesta e Moisés; Musto, Lindoso, Edenilson e Boschilia; D’Alessandro e Paolo Guerrero. Técnico: Eduardo Coudet

Grêmio

Vanderlei; Victor Ferraz, David Braz, Paulo Miranda e Cortez; Maicon, Matheus Henrique, Lucas Silva, Everton e Alisson; Diego Souza. Técnico: Renato Portaluppi

Árbitro: Jean Pierre de Lima

Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)

Data e hora: 15/02, às 16h30min

MAIS NOTÍCIAS

ADRIANO CONRADO
FICA EM CASA
SPEED CAR
FUNERÁRIA CAMAQUENSE
ELETRO CLIC
ROGÉRIO CALÇADOS
OLIDATA
JENIFER
RÁDIO SÃO JOSÉ
SUPER SÃO JOSÉ
FUNERÁRIA BOM PASTOR
ECONÔMICA MÓVEIS E ELETRO
ART MÓVEIS
Petroman
GRÁFICA.COM
Tocando agora: Relembre bons momentos
Diminuir/Aumentar Fonte: Fonte: A - A +