Saúde

Saiba quais as principais dicas para cuidar da pele no verão

A biomédica esteta Andrezza Wolowski Ribeiro orienta o que precisa ser feito para ter uma pele bonita e saudável na estação mais quente do ano
18/02/2020 - 16h48min Corrigir

O verão é a estação na qual as temperaturas estão em alta. É sinônimo de sol forte e muita praia. E quem não gosta de ficar com aquele bronzeado bonito e natural? Porém, antes de alcançá-lo, é necessário que se tome alguns cuidados básicos com a pele, tanto a do rosto quanto a do corpo.

Por isso, a reportagem do portal de notícias Blog do Juares (BJ) conversou a biomédica esteta camaquense Andrezza Wolowski Ribeiro para buscar as melhores dicas. A profissional está no ramo há mais de 10 anos, atuando em Camaquã e Porto Alegre.

Primeiramente, a especialista indica três cuidados essenciais para proteger a pele dos raios solares, que estão cada dia mais fortes. 1: Lavar o rosto no máximo duas vezes ao dia com sabonete especial para seu tipo de pele, mas que seja livre de ácido, a menos que você esteja sob orientação de um profissional capacitado. O componente costuma reagir de maneira muito agressiva na pele se ela for exposta ao sol após o uso sem proteção, podendo causar manchas e queimaduras. 2: Usar protetor solar em todo o rosto e corpo, principalmente, nas partes que ficarem sob exposição solar. 3: E tão importante quanto às outras dicas citadas é a limpeza e hidratação da pele após um dia debaixo de muito sol. Neste caso, a especialista recomenda a utilização de água termal à noite, algumas borrifadas no rosto antes de dormir, indicado a todos os tipos de pele.

De acordo com Andrezza, para cada parte do corpo existe uma quantia certa a ser aplicada e que, geralmente, varia de uma a duas colheres de chá. A biomédica frisa a importância da pessoa procurar um especialista para fazer uma avaliação do seu tipo de pele, a fim de que ele indique o melhor protetor solar a ser usado. “Tem gente que possui a pele muito oleosa e precisa utilizar um protetor livre de óleo. No verão, essas pessoas tendem a acumular muita oleosidade por conta do suor e isso provoca acne e cravos. Quase todas as marcas atualmente estão vindo sem óleo, mas é necessário diferenciar o protetor do corpo e o de rosto, pois a composição varia de um para o outro. Às vezes, o do corpo pode ser mais oleoso e se passado no rosto também, pode provocar este acúmulo de oleosidade”, afirmou.

Foto: Divulgação

A biomédica esteta orienta que o fotoprotetor seja reaplicado a cada duas/três horas ou sempre que a pessoa for sair ao sol. Também sugere a reaplicação após sair da água ou suar muito. Ela salienta para que as pessoas procurem marcas que as protejam dos raios UVA e UVB, que são praticamente constantes durante o dia e representam 95% da radiação que atinge nosso o corpo e rosto. “Os raios UVA são os principais responsáveis pelo envelhecimento acelerado, alergias, manchas solares e câncer de pele. Já os raios UVB penetram mais superficialmente e contribuem para queimaduras solares, vermelhidão e também o câncer de pele”, explicou a especialista.

Outra recomendação de Andrezza é para o uso de filtro solar com cor na praia, pois ele serve de barreira mais eficaz para os raios solares. “Não só pode como deve ser utilizado na praia. O protetor solar com cor vai proteger ainda mais a pele dos raios UVA e UVB, prevenindo os melasmas (manchas escuras), que não tem cura”, reforçou ela.

Já na questão de esfoliação, a profissional é enfática. “Sugiro que seja feita a cada 15 dias e evitar as receitas caseiras, a menos que seja recomendado em tratamento médico. A esfoliação é bem vinda no verão, até por conta do excesso de protetor que se tem que passar. Mas não deve ser feita em demasia, porque a pele vai ficar sensível e seca”, disse. A especialista indica as máscaras de argila de diversas cores, que podem ser encontradas em qualquer farmácia por um preço bem acessível. Mas é necessário procurar um especialista para saber qual é a mais indicada em seu tipo de pele.

Para quem gosta de manter o bronzeado por mais tempo, a biomédica sugere que seja usado creme hidratante após a exposição ao sol. Ele permitirá uma resistência maior da cor em até 21 dias. Esse é o período quando termina o processo da troca natural da pele. A especialista fala da importância da ingestão de alimentos ricos em betacaroteno para ajudar neste processo. O nutriente está presente em frutas e legumes de coloração amarela/alaranjada e nos folhosos verdes-escuros. Ele é um antioxidante potente, que ajuda no combate aos radicais livres e também à radiação solar.

Finalizando, Andrezza comenta sobre evitar exposição ao sol nos horários de pico (entre 10h e 15h), respeitando a sensibilidade individual da pele, beber muita água, manter uma alimentação saudável, rica em frutas, legumes e verduras e procurar um profissional especializado para avaliar sua pele e garanti-la bela e sadia não só nesta, mas como em todas as outras estações do ano.

 

Andrezza Wolowski Ribeiro

Biomédica esteta

CRBM 0463

Contatos: Instagram @andrezzawr

WhatsApp (51) 9 9350-3642

MAIS NOTÍCIAS

GRÁFICA.COM
FUNERÁRIA BOM PASTOR
Petroman
SPEED CAR
FICA EM CASA
ROGÉRIO CALÇADOS
SUPER SÃO JOSÉ
ELETRO CLIC
FUNERÁRIA CAMAQUENSE
OLIDATA
ECONÔMICA MÓVEIS E ELETRO
ART MÓVEIS
JENIFER
ADRIANO CONRADO
RÁDIO SÃO JOSÉ
Tocando agora: Relembre bons momentos
Diminuir/Aumentar Fonte: Fonte: A - A +