Cultura

FOTOS E VÍDEO: sinaleira histórica é recolocada na Esquina Democrática de Camaquã na manhã de hoje

Após quase 70 dias sendo restaurado, marco histórico e turístico do município volta ao seu local de origem, depois de ser danificado em uma colisão em dezembro do ano passado
27/02/2020 - 09h28min Corrigir

Por fim, um marco histórico e turístico do município de Camaquã volta ao seu lugar de origem, depois de um acidente que o danificou, em dezembro do ano passado. Na manhã desta quinta-feira (27), a sinaleira da Esquina Democrática foi recolocada bem no cruzamento das ruas Olavo Moraes e Presidente Vargas, no centro da cidade. O serviço teve início às 9h e o trânsito ficou bloqueado nas vias e entre as ruas Júlio de Castilhos e Presidente Vargas, como também a Rua Presidente Vargas, no trecho entre a Marechal Floriano e Olavo Moraes, conforme noticiamos ontem (26). O fluxo só será liberado quando os trabalhos forem encerrados, por volta do meio-dia.

Leia também: Três pessoas ficam feridas após colisão em sinaleira histórica de Camaquã

A equipe de reportagem do portal de notícias Blog do Juares (BJ) esteve no momento em que a sinaleira estava sendo recolocada, após quase 70 dias em restauração. Assista à live no Facebook.

Em enquete promovida pelo BJ logo após o acidente, 84% dos camaquenses votaram pela permanência da sinaleira no local. Porém, por ser um patrimônio histórico tomado pelo município, ela deve ficar em seu local habitual e em funcionamento, de acordo com o secretário de trânsito de Camaquã, Carlos Guaspari. Ainda segundo ele, "é um sentimento bom de emoção, pois quando aconteceu a fatalidade, mexeu com a emoção do povo camaquense. Muito feliz em participar deste momento. O apelo, agora, para comunidade, é ter mais empatia no trânsito e que cuide de um patrimônio que é nosso, referência em nível estadual".

Veja: Em enquete, 84% dos participantes afirmam que sinaleira histórica deve permanecer na Esquina Democrática

A empresa responsável pela restauração da sinaleira foi a Ferraria do Colono, que postou em sua página nas redes sociais, na tarde de ontem (26), fotos dela já pronta.

O pai de um dos três jovens envolvidos na colisão do último dia 22 de dezembro, Rubin Klug, se colocou à disposição para arcar com as despesas da restauração. O acordo foi firmado junto à Prefeitura Municipal.

De acordo com a empresa camaquense, "foram longos dias de dedicação e pesquisa para que a mesma (sinaleira) se aproximasse da sua originalidade".

O semáforo foi um presente do governo francês para Camaquã, no ano de 1953, sendoo único do modelo no Brasil e um dos quatro ainda encontrados no mundo.

MAIS NOTÍCIAS

Mais Lidas