Geral

Petição on-line cobra fechamento temporário do comércio em Camaquã

Grupo de moradores afirma que decisão do prefeito prioriza os interesses de alguns empresários, sem ouvir a população e seguir orientações de especialistas em saúde pública
28/03/2020 - 18h13min Assessoria Professor Leandro / Edição: Blog do Juares Corrigir

Uma petição pública on-line solicita que o prefeito de Camaquã, Ivo de Lima Ferreira (PSDB), mantenha o comércio fechado por mais tempo, no município. A petição criada nessa sexta-feira (27) é uma resposta à decisão tomada pelo Comitê de Crise, que é composta pelo prefeito Ivo, pelo secretário municipal de saúde, Luciano Pereira Dias, entre outras entidades.

Segundo o autor da petição, Leandro Neutzling Barbosa, especialistas em saúde alertam que o pico de propagação do vírus será no mês de abril, sendo necessário manter o comércio fechado por um período maior. 

De acordo com ele, é necessário adotar medidas para achatar a curva de disseminação, com o objetivo de garantir que o sistema de saúde possa atender a todos. “A medida adotada pelo prefeito se deve a pressão de empresários, sem ouvir representantes da Câmara de Vereadores, sem levar em conta dados de especialistas em saúde e a opinião do povo”, lamenta Barbosa, destacando que em enquetes em redes sociais, mais de 60% dos participantes defendem que o comércio permaneça fechado. 

Além da petição, um grupo no WhastApp foi criado para defender o isolamento como medida de evitar a propagação do vírus, o fechamento do comércio e buscar formas de ajudar pessoas através da doação de alimentos e produtos de higiene. “Entendemos que a situação financeira da maior parte da população é difícil, pois a economia do país estava complicada, mas agora devemos estabelecer prioridades: a economia ou a vida. Nós escolhemos e defendemos a vida, pois a economia é possível recuperar, a vida não”, afirma Barbosa. 

O autor da proposta defende ainda que o governo crie mecanismos para auxiliar pessoas em situação de vulnerabilidade social, bem como cobrar do Estado e União mecanismos para oferecer linhas de créditos às empresas e isenção de impostos.

A petição já conta com mais de 500 assinaturas. Para participar da petição, basta entrar no AQUI!

MAIS NOTÍCIAS

GRUPO WHATSAPP
ART MÓVEIS
ROGÉRIO CALÇADOS
RÁDIO SÃO JOSÉ
LAVAGEM FERNANDES
ADRIANO CONRADO
OLIDATA
FUNERÁRIA CAMAQUENSE
FUNERÁRIA BOM PASTOR
SUPER SÃO JOSÉ
ELETRO CLIC
Tocando agora: Relembre bons momentos
Diminuir/Aumentar Fonte: Fonte: A - A +