Educação

UFPel desenvolve pesquisa para diagnóstico sorológico da covid-19

O estudo vai na direção da orientação de especialistas da OMS, que recomendou o desenvolvimento de testes rápidos para diagnóstico da doença como a primeira de oito prioridades de pesquisa para enfrentamento da pandemia
01/04/2020 - 11h59min Coordenação de Comunicação Social - UFPel Corrigir

Um grupo de pesquisadores do Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia da Universidade Federal de Pelotas (UFPel) está trabalhando no desenvolvimento de testes sorológicos nacionais para diagnóstico da covid-19. O estudo vai na direção da orientação de especialistas da Organização Mundial da Saúde (OMS), que recomendou o desenvolvimento de testes rápidos para diagnóstico da covid-19 como a primeira de oito prioridades de pesquisa para enfrentamento da pandemia.

De acordo com os pesquisadores da UFPel, os testes sorológicos importados pelo Ministério da Saúde são onerosos e validados com amostras biológicas estrangeiras, não levando em conta aspectos genéticos, socioeconômicos e ambientais do Brasil, o que pode afetar diretamente o desempenho dos mesmos (sensibilidade e especificidade) e a qualidade dos estudos epidemiológicos realizados com tais testes. Além disso, é notória a escassez mundial de testes para diagnóstico da doença.

O grupo da UFPel, liderado pelos professores Fabricio Rochedo Conceição e Alan John Alexander McBride, utilizou modernas ferramentas de imunoinformática, dados oriundos de literatura científica e patentes internacionais para a seleção dos antígenos – matéria-prima crucial para o bom desempenho dos testes sorológicos -, que serão produzidos por engenharia genética e utilizados no desenvolvimento dos testes.

A partir da análise, foram desenhados in silico (computador) aproximadamente 20 antígenos, dos quais dez foram selecionados para a produção de genes sintéticos, que possibilitarão a produção dos antígenos de SARS Cov-2 (novo Coronavírus) em bactérias geneticamente modificadas (engenharia genética), eficientes biofábricas de antígenos, que serão usados no desenvolvimento dos testes sorológicos para diagnóstico da COVID-19.

Os testes também auxiliarão a realização de estudos epidemiológicos visando determinar a real taxa de exposição ao vírus. Conforme os pesquisadores, a escassez de testes para esta doença no Brasil e no mundo tem dificultado às autoridades a tomada de decisão rápida, já que existe uma subnotificação de casos.

Segundo o grupo, sem um correto levantamento das infecções é impossível planejar ações eficazes e destinação de recursos adequadamente. Além disso, sem testes sorológicos não é possível avaliar retrospectivamente assintomáticos que provavelmente estão imunes e aptos a retornar ao trabalho, com os devidos cuidados de higiene para não disseminarem o vírus. Os antígenos que serão produzidos também têm potencial para o desenvolvimento de agentes terapêuticos e vacinas, o que pode ocorrer num segundo momento a médio ou longo prazo. “O sucesso no enfrentamento dessa crise passa pela Ciência e é dever da Biotecnologia contribuir neste sentido”, destacou um dos coordenadores da iniciativa, Fabricio Conceição.

Experiência e união de esforços

Os pesquisadores envolvidos possuem experiência no desenvolvimento de testes diagnósticos para outras doenças e agora reuniram esforços para lidar com esse problema mundial. Diante do avanço da doença, Conceição deu início à formação do núcleo técnico-científico composto pelos professores pesquisadores Alan John Alexander McBride, Luciano da Silva Pinto e Ângela Nunes Moreira. A iniciativa foi prontamente apoiada pelos demais pesquisadores e pelo reitor, professor Pedro Hallal. Atualmente, a proposta conta com apoio de outros pesquisadores da Biotecnologia, de outras unidades acadêmicas da UFPel, como Epidemiologia e Nutrição, da Universidade Católica de Pelotas (UCPel), além de alunos de graduação e pós-graduação. “Temos um grupo experiente e mobilizado para ajudar a população”, salientou o pesquisador.

MAIS NOTÍCIAS

RÁDIO SÃO JOSÉ
ELETRO CLIC
FUNERÁRIA CAMAQUENSE
Petroman
BRICK DO TOMAZ
SUPER SÃO JOSÉ
FUNERÁRIA BOM PASTOR
GRÁFICA.COM
ART MÓVEIS
ADRIANO CONRADO
FUNERÁRIA CONCÓRDIA
ROGÉRIO CALÇADOS
OLIDATA
GRUPO WHATSAPP
Tocando agora: Relembre bons momentos
Diminuir/Aumentar Fonte: Fonte: A - A +