Geral

Atleta amador de Montenegro corre por 24 horas em campanha para arrecadar alimentos

Desafio era que colegas de grupo de corrida arrecadassem mais alimentos do que a quilometragem total percorrida. Foram 141,2km e quase uma tonelada arrecadada
10/04/2020 - 08h56min Corrigir

Um atleta amador de Montenegro, na Região Metropolitana de Porto Alegre, correu por 24 horas na esteira, em casa, em um desafio para arrecadar alimentos para famílias em vulnerabilidade social da cidade.

O petroquímico Luciano Enick, de 49 anos, correu 141,2km e desafiou os colegas do grupo de corrida a arrecadarem mais alimentos do que a quilometragem total percorrida. Quase uma tonelada de alimentos foram arrecadados.

"Pensei em mostrar que devemos ficar em casa, salvar vidas e mesmo assim podemos nos desafiar e usar isso para ajudar as pessoas", diz.
O desafio foi cumprido das 10h de terça-feira (7) até as 10h de quarta-feira (8).

"Foi muito legal ir correndo na esteira e recebendo a mensagem das pessoas. Minha esposa e meu filho de 8 anos sempre repetindo: 'pai, tu consegue. Tu é o meu herói'. Me deu muita força pra enfrentar a madrugada".
Todo o planejamento foi feito pela treinadora do grupo de corrida que Luciano faz parte, Raíssa Joner. "O Luciano é muito decidido em tudo que ele faz. Quando ele me disse que queria correr 24h eu disse que tudo bem, mas só se eu pudesse fazer uma estratégia pra ele. Então, intercalamos momentos de caminhada, momentos de alimentação e hidratação", conta.

Raíssa conta que quando Luciano começou o desafio, mobilizou o grupo para as doações. "Todo mundo se motivou, arrecadamos valores em dinheiro também, e conseguimos comprar alimentos e produtos de limpeza".

Com a ajuda de assistentes sociais do município, o grupo vai fazer a entrega das doações para famílias em vulnerabilidade social da cidade.

Superação e corrida

Luciano iniciou no mundo da corrida por causa de um pedido do filho. "Eu tinha obesidade mórbida grau três, com 153kg e vários problemas de saúde. Depois de um pedido do meu filho iniciei uma dieta e perdi 80kg em um ano, sem bariátrica, apenas com alimentação saudável e comecei a correr", conta.

Com um ano de corridas de rua, o petroquímico fez a primeira maratona, correndo 42 quilômetros. Em janeiro de 2020, o desafio foi ainda maior: uma ultramaratona, na Travessia Torres-Tramandaí (TTT), um trajeto de 82km.

"Desde então não parei mais. Na maioria das vezes, meu filho cruza a linha de chegada comigo", conta.

O próximo desafio já tem data marcada. Será em setembro, quando Luciano planeja correr a Cassino Ultra Race. "O tempo para o desafio são 54h e 230km sem parar. Duas noites sem dormir, direto com mochila, pela areia. Da barra de Rio Grande ao Chuí", conta.

MAIS NOTÍCIAS

DIGA NÃO!
ROGÉRIO CALÇADOS
OLIDATA
FUNERÁRIA BOM PASTOR
ELETRO CLIC
ART MÓVEIS
PADARIA ESTRELA
FUNERÁRIA CAMAQUENSE
SUPER SÃO JOSÉ
ADRIANO CONRADO
RESTAURANTE COME COME
Tocando agora: Relembre bons momentos
Diminuir/Aumentar Fonte: Fonte: A - A +