Tecnologia

UFPel irá licenciar patentes e transferir tecnologias relacionadas à covid-19 de forma gratuita

As patentes atualmente disponíveis para licenciamento estão apresentadas no Portal Tecnológico da universidade
15/04/2020 - 14h35min Ascom UFPel Corrigir

Buscando contribuir para o enfrentamento da pandemia da covid-19, a Coordenação de Inovação Tecnológica da Universidade Federal de Pelotas (CIT/Prppgi/UFPel) lançou uma modalidade de licenciamento de patentes e transferência de tecnologia de forma gratuita. Ou seja, isso será feito de forma não exclusiva e sem recebimento de royalties para tecnologias da Instituição que possam ser úteis ao tratamento, prevenção, diagnóstico ou outra forma de combate à pandemia.

Segundo o coordenador de Inovação Tecnológica da UFPel, Vinicius Campos, essa iniciativa inédita visa dar amplo acesso às tecnologias desenvolvidas na Instituição, além de estimular o setor produtivo a distribuir os produtos resultantes o mais amplamente possível e a um custo baixo, permitindo uma ampla acessibilidade pelo sistema de saúde durante a pandemia.

Essa estratégia permitirá que tecnologias inovadoras possam chegar nas mãos daqueles que fabricarão e distribuirão os produtos de saúde essenciais para o enfrentamento da pandemia.

Em troca das licenças ou transferências isentas de royalties, os licenciados ou receptores da tecnologia assumirão o compromisso de distribuir os produtos resultantes o mais amplamente possível e com valores baixos que permitam uma ampla acessibilidade para a sociedade.

“Embora os direitos de propriedade intelectual possam frequentemente servir para incentivar a criação de novos produtos, esses direitos não devem se tornar uma barreira para atender às necessidades urgentes como a pandemia da covid-19”, ressaltou Campos.

Glênio Couto Pinto Júnior, que atua na área de Propriedade Intelectual e Patentes da Coordenação de Inovação Tecnológica da UFPel, destaca que a proposta busca tanto agilizar quanto simplificar os processos para responder às necessidades que o momento exige. “A UFPel tem um volume de patentes que é um patrimônio público e deve servir à sociedade”, ressaltou. Segundo ele, a Universidade dá sua contribuição com o conhecimento, que é sua matéria-prima, somando esforços com parceiros que podem colocar essas tecnologias no mercado, de modo que o suporte seja tanto na crise de saúde quanto na financeira.

As patentes atualmente disponíveis para licenciamento estão apresentadas no Portal Tecnológico da UFPel.

Novas tecnologias

Ainda, devido a concessão de recursos financeiros pelas agências de fomento e com esforço de pesquisa desenvolvido na UFPel e demais instituições brasileiras, novas tecnologias serão geradas para este fim e as novas patentes oriundas dessas pesquisas terão prioridade na análise da Coordenação de Inovação Tecnológica. Da mesma forma, acordos ou convênios de cooperação e contratos de licenciamento ou transferência de tecnologia vinculados a esse mesmo objetivo.

Na última semana, o Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI) anunciou que irá priorizar o exame de pedidos de patentes relativos a inovações que possam ser usadas no combate à pandemia do novo Coronavírus. Assim, a UFPel se alinha no esforço nacional que envolve propriedade intelectual que ampliem as capacidades dos ecossistemas de inovação e resultem no estímulo ao desenvolvimento de soluções em produtos e processos tecnológicos para o combate à doença por COVID-19.

Mais informações podem ser obtidas no site da Coordenação de Inovação Tecnológica e pelo e-mail cit@ufpel.edu.br.

MAIS NOTÍCIAS

ROGÉRIO CALÇADOS
ART MÓVEIS
SKY INFOPARTNERS
FUNERÁRIA BOM PASTOR
GRUPO WHATSAPP
LAVAGEM FERNANDES
SUPER SÃO JOSÉ
Petroman
RÁDIO SÃO JOSÉ
FUNERÁRIA CONCÓRDIA
BRICK DO TOMAZ
OLIDATA
ADRIANO CONRADO
FUNERÁRIA CAMAQUENSE
ELETRO CLIC
Tocando agora: Relembre bons momentos
Diminuir/Aumentar Fonte: Fonte: A - A +