Polícia

Médica do HE-UFPel é acusada de violência obstétrica

Mulher e acusado de ter agredido a ginecologista e obstetra Scilla Lazzarotto na semana passada gravaram um vídeo relatando suas versões do ocorrido
04/06/2020 - 10h45min Corrigir

Através de um vídeo postado em sua rede social, a companheira do homem acusado de ter agredido a médica Scilla Lazzarotto no Hospital Escola da Universidade Federal de Pelotas (HE-UFPel) na semana passada, se pronunciou sobre o caso.  

Ela afirma ter sofrido violência obstétrica e que registrou boletim de ocorrência após prestar depoimento na Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam) de Pelotas. Durante a gravação, a mulher também disse que pediu para o companheiro não deixar mais a médica tocá-la.  

O homem também narrou o caso e alegou ter pedido diversas vezes para Scilla realizar a cesárea, mas que quando ouviu da profissional que seria um parto de risco, assumiu que empurrou a obstetra. No entanto, ele afirma que não estava armado. 

A médica, em seu depoimento na Deam, falou que o homem teria ameaçado ela, dizendo que estaria armado, mas que ela não chegou a ver nenhum revólver. A advogada de Scilla alegou ao jornal Diário Popular que a profissional não vai se pronunciar sobre o vídeo. O inquérito do caso segue em investigação e, conforme a polícia, deve ser encerrado até esta sexta-feira (5). 

Assista ao vídeo através deste >link.

MAIS NOTÍCIAS

ADRIANO CONRADO
ELETRO CLIC
RÁDIO SÃO JOSÉ
GRUPO WHATSAPP
ROGÉRIO CALÇADOS
SUPER SÃO JOSÉ
SKY INFOPARTNERS
FUNERÁRIA BOM PASTOR
FUNERÁRIA CAMAQUENSE
LAVAGEM FERNANDES
BRICK DO TOMAZ
OLIDATA
ART MÓVEIS
FUNERÁRIA CONCÓRDIA
Petroman
Tocando agora: Relembre bons momentos
Diminuir/Aumentar Fonte: Fonte: A - A +