Rural

Secretário do Meio Ambiente e Infraestrutura detalha ações adotadas para amenizar efeitos da estiagem no Estado

No Programa de Revitalização de Bacias está prevista a recuperação de nascentes e mata ciliar, informou Artur Lemos
18/06/2020 - 16h40min Secom-RS Corrigir

O secretário do Meio Ambiente e Infraestrutura, Artur Lemos Júnior, palestrou em webinar com o tema Estiagem, Gestão da Crise e Perspectivas de Futuro no Rio Grande do Sul. O encontro on-line foi promovido pela Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (Abes) na quarta-feira (17).

Na abertura da palestra, Artur Lemos destacou a união das pastas de Meio Ambiente e Infraestrutura no atual governo e a missão da gestão em desenvolver para proteger. Com essa integração, foi possível somar forças entre órgãos reguladores, empreendedores e sociedade no enfrentamento de ações de proteção ao ambiente.

“Desenvolvimento está atrelado à preservação ambiental. Para enfrentarmos uma situação severa de estiagem como a que estamos vivendo, também é necessário desenvolver o Estado para buscarmos soluções a curto, médio e longo prazo. Está na hora de pensarmos em políticas públicas perenes, não apenas um projeto, mas sim um programa que tenha continuidade em todas as gestões, envolvendo governo e sociedade. Muito já foi feito, mas ainda temos muito a entregar”, afirmou.

O secretário acrescentou que uma série de medidas emergenciais foram tomadas ainda no início do ano, quando começou o agravamento da estiagem, priorizando o abastecimento de água para consumo humano. Entre as primeiras iniciativas adotadas, estava a suspensão das captações no rio Gravataí por parte das indústrias, ainda no mês de fevereiro.

Outras ações emergenciais foram implementadas, como o uso de caminhões-pipa, e novas iniciativas para o enfrentamento à estiagem devem ser anunciadas nas próximas semanas.

Plano Estadual de Saneamento

Conforme o secretário, o planejamento só é possível baseado em dados e reforçou a importância do trabalho desenvolvido pelo Departamento de Recursos Hídricos e Saneamento (DRHS) da Secretaria do Meio Ambiente e Infraestrutura (Sema), que colocou em dia os pedidos de outorga de água.

Todas essas ações são elaboradas em parceria com a Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr), Secretaria de Obras e Habitação (SOP), Secretaria de Governança e Gestão Estratégica (SGGE), Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam), Defesa Civil e Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan).

“Ainda temos o Programa de Revitalização de Bacias, que contará com recursos de R$ 4 milhões provenientes do Ministério de Desenvolvimento Regional, e uma contrapartida extra do Estado. Nesse programa, planejamos, por exemplo, a recuperação de nascentes e mata ciliar”, destacou o secretário.

O evento teve como mediador o vice-presidente da Abes-RS, Ricardo Rover Machado. Como debatedores participaram o diretor de operações da Corsan, André Finamor, o coordenador da Comissão de Meio Ambiente da Federação da Agricultura do Estado do Rio Grande do Sul (Farsul), Domingos Lopes, e o analista técnico do Conselho de Meio Ambiente da Federação das Indústrias do Estado (Fiergs), Tiago Pereira.

No final, secretário e convidados responderam perguntas de quem acompanhava a live pela página da Abes no Youtube. Sobre ao Plano Estadual de Saneamento, que atualmente está sob a organização técnica da Sema, Artur Lemos comentou que “vamos entregar este plano para a população ainda nesta gestão".

MAIS NOTÍCIAS

FUNERÁRIA CAMAQUENSE
RÁDIO SÃO JOSÉ
PADARIA ESTRELA
ART MÓVEIS
ADRIANO CONRADO
FUNERÁRIA BOM PASTOR
OLIDATA
ROGÉRIO CALÇADOS
RESTAURANTE COME COME
ELETRO CLIC
SUPER SÃO JOSÉ
Tocando agora: Relembre bons momentos
Diminuir/Aumentar Fonte: Fonte: A - A +