Esportes

Conflito de datas ameaça conclusão do Gauchão

Inter não abre mão de jogar o estadual e acredita que a CBF irá acomodar as datas
03/07/2020 - 10h33min Corrigir

Inter e Grêmio querem o fim do Campeonato Gaúcho dentro de campo. Quanto a isso, não há nenhuma dúvida, principalmente porque a Dupla ainda tem uma cota de televisão a receber da emissora que detém os direitos de transmissão. Mas o desejo de ambos os clubes parece estar longe de se concretizar. E há vários motivos que levam a essa conclusão.

A perspectiva de início do Brasileirão em 9 de agosto certamente criará um conflito de datas. O calendário, que normalmente já é apertado, ficará ainda mais difícil. Além disso, o Rio Grande do Sul, no momento, apresenta números da pandemia de coronavírus em franco crescimento.

O governador Eduardo Leite já disse que o futebol, agora, não é uma prioridade. Nos bastidores, há um certo temor de que o possível cancelamento do campeonato possa trazer consequências mais sérias, como um rompimento de contrato com a TV pelo fato de o produto não ter sido entregue.

“A CBF já disse que vai dar um jeito de acomodar e arranjar datas para a finalização de todos os principais regionais do Brasil. O Gauchão tem que terminar. O Inter não abre mão disso”, afirma o 1º vice-presidente do clube, João Patrício Hermann.

“A gente vê o futuro com muita preocupação. Nunca houve uma situação tão grave do ponto de vista financeiro para os clubes. E não há perspectiva de melhorar”, completa o dirigente colorado.

A opinião do Grêmio segue na mesma linha. A direção sempre foi a favor da definição do Campeonato Gaúcho dentro de campo. “Nós torcemos que sim (Gauchão termine no campo), estamos confiantes que isso possa acontecer, mas já temo que as datas possam conflitar com o início do Brasileiro. Como temos sete datas ainda para cumprir, a coincidência de datas nessas duas situações poderá ser um fator complicador”, avalia o presidente Romildo Bolzan Júnior.

Romildo também diz que é preciso levar em consideração o estágio da pandemia no Estado. “Se por acaso não tivermos condições sanitárias no Rio Grande do Sul de avançarmos no sentido dos treinos e dos próprios jogos, creio que talvez seja melhor declararmos o Caxias campeão”, comentou o mandatário do clube. O time da Serra foi o vencedor do primeiro turno.

A ideia da Federação Gaúcha de Futebol era retomar o campeonato no dia 19 deste mês, mas o cenário atual da pandemia no Rio Grande do Sul impede não só o reinício como uma nova projeção de data.

MAIS NOTÍCIAS

ROGÉRIO CALÇADOS
PADARIA ESTRELA
OLIDATA
ADRIANO CONRADO
SUPER SÃO JOSÉ
ART MÓVEIS
FUNERÁRIA BOM PASTOR
FUNERÁRIA CAMAQUENSE
ELETRO CLIC
DIGA NÃO!
RESTAURANTE COME COME
Tocando agora: Relembre bons momentos
Diminuir/Aumentar Fonte: Fonte: A - A +