Entretenimento

Série sobre Ayrton Senna na Netflix causa polêmica antes mesmo da estreia

Plataforma anunciou a produção nesta quinta-feira (3)
03/09/2020 - 16h45min Corrigir

Nesta quinta-feira (3), a Netflix anunciou que Ayrton Senna ganhará uma série ficcional em oito episódios. A plataforma de streaming publicou um teaser no Twitter para comunicar o lançamento da série. "Essa é especial para todos os brasileiros e, especialmente, para aqueles que mal podiam esperar pelas manhãs de domingo. A história do nosso querido Ayrton Senna será adaptada em uma minissérie de drama com 8 episódios. É muita responsabilidade, gente".

Porém, o projeto já está causando polêmica antes mesmo de sair do papel. A primeira fica por conta da escalação do ator que deverá dar vida ao saudoso piloto de Fórmula 1. O favorito para o papel na internet é Chay Suede. No teatro, Senna foi interpretado por Hugo Bonemer, primo do jornalista William Bonner. 

A segunda polêmica deve ser a maior e envolve uma controvérsia que já deu muito pano para manga no passado: o namoro de Senna com Adriane Galisteu. A família do piloto nunca escondeu que não era fã da atriz e apresentadora na época em que o casal estava junto, pouco antes da morte de Ayrton, em 1994. O episódio em que a então modelo foi barrada, no velório do piloto, é sempre lembrado pelos fãs e também pela imprensa. Agora, os parentes de Senna deverão decidir se Galisteu será ou não representada na trama, já que irão comandar a criação do roteiro.

Essa mesma situação se repetirá com a apresentadora Xuxa Meneghel, que se envolveu com o piloto nos anos de 1980. Rivais da pista como Alain Prost e Nigel Mansell também devem ser retratados na produção, que será falada em português e traduzida para o inglês.

A previsão é que a série seja disponibilizada em 2022. A produção está a cargo da produtora Gullane, mesma responsável por transformar a vida de Silvio Santos em série para a Fox. Irmã do piloto, a psicóloga e empresária Viviane Senna, falou sobre o projeto em comunicado distribuído pela Netflix: "É muito especial poder anunciar que contaremos a história que poucos conhecem dele. A família Senna está empenhada em fazer deste projeto algo totalmente único e inédito. E ninguém melhor do que a Netflix, que tem um alcance global, para ser nossa parceira neste projeto". Viviane também é presidente do Instituto Ayrton Senna, fundado em 1994, com sede em São Paulo.

MAIS NOTÍCIAS

FUNERÁRIA CAMAQUENSE
RESTAURANTE COME COME
ROGÉRIO CALÇADOS
OLIDATA
ADRIANO CONRADO
FAMOSOS
FUNERÁRIA BOM PASTOR
ART MÓVEIS
ELETRO CLIC
PADARIA ESTRELA
RÁDIO SÃO JOSÉ
SUPER SÃO JOSÉ
Tocando agora: Relembre bons momentos
Diminuir/Aumentar Fonte: Fonte: A - A +