Educação

Pesquisa aponta que ampla maioria dos pais não enviaria seus filhos para as escolas em Arambaré

Prefeitura promoveu enquete para saber a opinião dos moradores a respeito da volta às aulas presenciais, autorizada pelo governo do Estado. Executivo tomará decisão com base nesta pesquisa
14/09/2020 - 11h15min Corrigir

A Prefeitura de Arambaré promoveu na última semana uma enquete em site oficial para saber a opinião da comunidade a respeito da volta às aulas presenciais no município. Segundo o Executivo, o resultado servirá como base para a tomada de decisão da administração municipal junto à Secretaria de Educação. A pesquisa teve início na última terça-feira (8) e foi encerrada nesse domingo (13).

A pergunta lançada pela prefeitura foi a seguinte: "Considerando a possibilidade de retorno às aulas presenciais e a manutenção de todas as regras de cuidados e distanciamento exigidos pelos órgãos de saúde, você mandaria seus filhos para a escola?". Ao todo, foram 104 respostas durante os cinco dias de enquente. A pesquisa concluiu que 94,2% dos pais não deixariam seus filhos voltarem para a sala de aula, enquanto que 5,8% permitiriam. 

"Os adultos não respeitam o distanciamento, imagina as crianças. Sou do grupo de risco e totalmente contra a volta às aulas nesse momento. Ainda não estamos livres do vírus. Colocar as crianças na sala de aula é um risco não só para as famílias como para os funcionários das escolas", escreveu uma internauta. "Na minha opinião, as escolas de Arambaré poderiam funcionar normalmente, devidos haver poucos casos isolados. Mesmo assim tomando todos os cuidados", opinou outra. "Tenho duas filhas uma na rede municipal e outra na estadual, e com toda certeza afirmo que nenhuma das duas irão retornar o ano letivo sem vacina ,a vida delas em primeiro lugar! Sou contra o retorno das aulas, pois elas tem contato direto com pessoas do grupo de risco", escreveu mais uma internauta. 

Neste momento, Arambaré totaliza 18 casos confirmados de covid-19, 17 pessoas recuperadas e um óbito em razão da doença. Além de um caso em análise e 84 sspeitas descartadas. O último boletim epidemiológico foi divulgado pela Secretaria Municipal da Saúde na quinta-feira (10).

No início do mês, o governo do Estado autorizou a retomada gradual das atividades escolares presenciais no Rio Grande do Sul, dando a liberdade de escolha aos pais, prefeitos e instituições de ensino de cada município. A proposta permite a volta das atividades escolares somente em cidades classificadas nas bandeiras amarela ou laranja do modelo de Distanciamento Controlado há pelo menos duas semanas, seguindo um protocolo único para o Estado. Ou seja, sem aplicar regras próprias pelo regime de gestão compartilhada.

O Ensino Infantil foi o primeiro a ter a volta às escolas autorizada e já estão recebendo alunos desde 8 de setembro. Na sequência, as aulas do Ensino Médio e Ensinos Técnico e Superior deverão retornar em 21 de setembro. No entanto, a rede estadual volta apenas em 13 de outubro. Por fim, será a vez do Ensino Fundamental, em 8 de outubro (anos finais), e 12 de novembro (anos iniciais).

MAIS NOTÍCIAS

ART MÓVEIS
SUPER SÃO JOSÉ
FAMOSOS
OLIDATA
RÁDIO SÃO JOSÉ
ADRIANO CONRADO
RESTAURANTE COME COME
ROGÉRIO CALÇADOS
ELETRO CLIC
FUNERÁRIA CAMAQUENSE
FUNERÁRIA BOM PASTOR
PADARIA ESTRELA
Tocando agora: Relembre bons momentos
Diminuir/Aumentar Fonte: Fonte: A - A +