Rural

Programa Estadual de Revitalização de Bacias é tema de encontro

Convênio firmado com o Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) deverá destinar R$ 4,5 milhões para o projeto
18/09/2020 - 08h59min Secom-RS Corrigir

A Secretaria do Meio Ambiente e Infraestrutura (Sema) reuniu, na tarde dessa quinta-feira (17), diversas entidades para tratar do Programa Estadual de Revitalização de Bacias Hidrográficas, que receberá R$ 4,5 milhões de um convênio firmado com o Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR). Participaram representantes de Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga), Emater, Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan) e Fundação Estadual de Planejamento Metropolitano e Regional (Metroplan).

O objetivo foi conhecer as ações já desenvolvidas pelas entidades e avançar em um acordo de cooperação técnica. “Queremos unir esforços, avaliar ações e integrar o uso sustentável das águas, ouvindo os comitês de bacias e entidades relacionadas. Essa é uma iniciativa para o Rio Grande do Sul. Um programa permanente que deve ser levado adiante”, explicou o secretário adjunto, Paulo Pereira.

A analista ambiental Karoline Turcato, do Departamento de Recursos Hídricos e Saneamento (DRHS) da Sema, apresentou o programa, o andamento das ações e os estudos que devem ser concluídos até 2022. Para o diretor do DRHS, Paulo Paim, a ideia de revitalização vai além da aplicação de recursos. “O programa nos desafia a solidificar uma política pública eficiente e, além de captar recursos, captar projetos e estudos”, mencionou.

Pelo menos oito ações já desenvolvidas pelas entidades foram identificadas como efetivas e poderão ser absorvidas pelo programa, entre elas o projeto Selo Ambiental do Irga, o Verdes Sinos da Emater e o Plano Metropolitano contra Cheias da Metroplan.

A diretora de Meio Ambiente e Sustentabilidade da Corsan, Liliani Cafruni, destacou a parceria público-privada (PPP) da Região Metropolitana, que garantirá maior segurança hídrica. Pela Sema, o diretor do Departamento de Biodiversidade, Diego Pereira, apontou a revitalização do leito do Rio Gravataí e a aplicação dos estudos de conservação da Área de Proteção Ambiental do Banhado Grande.

O programa estadual está vinculado ao Plano Nacional de Revitalização de Bacias Hidrográficas do MDR e tem como proposta a segurança hídrica e melhoria quali e quantitativa das águas. As bacias dos rios Gravataí e dos Sinos serão as primeiras beneficiadas.

O presidente da Emater, Geraldo Sandri, afirmou que “a iniciativa é vista como um meio para proporcionar mecanismos para a execução de ações claras na preservação das bacias e de todo Rio Grande do Sul”.

MAIS NOTÍCIAS

SUPER SÃO JOSÉ
FUNERÁRIA BOM PASTOR
ART MÓVEIS
ROGÉRIO CALÇADOS
ELETRO CLIC
PADARIA ESTRELA
RÁDIO SÃO JOSÉ
FAMOSOS
OLIDATA
FUNERÁRIA CAMAQUENSE
RESTAURANTE COME COME
ADRIANO CONRADO
Tocando agora: Relembre bons momentos
Diminuir/Aumentar Fonte: Fonte: A - A +