Saúde

Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre completa 217 anos e projeta o futuro

Tradicional missa em homenagem ao aniversário da instituição ocorre hoje (19), às 11h, com transmissão pelo canal do YouTube da Santa Casa
19/10/2020 - 08h24min Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre Corrigir

O primeiro hospital do Rio Grande do Sul está de aniversário nesta segunda-feira, 19 de outubro. A Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre, ao completar, 217 anos, se mantém como um dos mais respeitados hospitais do país, atendendo, a cada ano, mais de 1 milhão de pessoas. A reconhecida eficiência de sua gestão aliada à medicina de alta complexidade desempenhada pelo complexo hospitalar gaúcho, tornam a Santa Casa de Porto Alegre o destino de milhares de pacientes de todos os estados brasileiros e de 490 municípios gaúchos. Referência nacional e internacional nas áreas de cardiologia, cirurgia cardiovascular, transplantes, neurocirurgia, pneumologia, cirurgia torácica, oncologia e pediatria de complexidade, a Santa Casa emprega 7.500 profissionais e conta com um corpo clínico de mais de 2.500 médicos. Integrado por sete hospitais localizados no quarteirão no Centro Histórico de Porto Alegre – Hospital Santa Clara, Hospital São Francisco, Pavilhão Pereira Filho, Hospital São José, Hospital Santa Rita, Hospital Dom Vicente Scherer e Hospital da Criança Santo Antônio - a partir de 2022, o complexo hospitalar ganhará mais uma unidade, o Hospital Nora Teixeira. Com a sua construção, que segue em ritmo acelerado e adiantado, a Santa Casa irá ampliar a qualificação da sua assistência na área de emergência aos usuários do SUS, além de dispor de novas unidades de internações para especialidades distintas. Integram também a instituição o Hospital Dom João Becker, (localizado na cidade de Gravataí/RS), o hospital da cidade de Santo Antônio da Patrulha/RS, (o qual realiza a gestão desde 2017), a Casa de Apoio Madre Ana, o Centro Histórico-Cultural e o Cemitério Santa Casa.

Embora o ano tenha sido de muitos desafios para o mundo todo, a Santa Casa, em 2020, deu andamento a muitos projetos, concluindo-os e/ou dando importantes passos rumo ao futuro da instituição. Entre estes projetos, está a entrega do Instituto Materno-Fetal Celso Rigo, um centro único na América do Sul dedicado à saúde de gestantes e bebês - ainda em fase uterina – com a mesma estrutura funcional e organizacional de serviço existente em Barcelona. Em um espaço de 430m², a Instituto Materno-Fetal Celso Rigo oferece serviços diagnósticos como ultrassonografias especializadas realizadas com equipamentos de última geração. A nova estrutura, que pretende ser a maior referência em medicina fetal na América Latina, teve um custo de R$ 4,5 milhões, recurso integralmente doado pelo benfeitor que dá nome ao serviço. Em setembro, o espaço passou a contar com o Programa de Cirurgia Fetal, desenvolvido seguindo as orientações da equipe de Barcelona e coordenado por uma especialista formada por este serviço espanhol. As cirurgias intrauterinas são realizadas em área desenvolvida e equipada especialmente para esta finalidade, no novo Centro Obstétrico da Santa Casa.

A construção do Hospital Nora Teixeira também seguiu a todo o vapor. A obra terá aproximadamente 30 mil m² distribuídos em 15 pavimentos e um custo de R$ 202 milhões e está, atualmente, com oito lajes edificadas. Outro projeto em andamento, cujas intervenções iniciaram recentemente, mas que terá um impacto importante em acessibilidade, são as novas passarelas que irão interligar os sete – e no futuro oito – hospitais do complexo. Uma outra iniciativa que impactará na assistência oferecida pelo hospital, que prevê a modernização de todas as áreas SUS do complexo, denominado de Mega Projeto, também teve sua continuidade em 2020. Foi entregue, recentemente, a primeira fase da modernização dos leitos da Unidade de Terapia Intensiva do Hospital da Criança Santo Antônio. Ao todo, 16 leitos de UTI foram totalmente modernizados e adequados à legislação vigente no que diz respeito à vigilância sanitária, acessibilidade e PPCI, além da renovação de grande parte das tecnologias médico-hospitalares. Também, no Hospital Santa Clara, foram concluídos e entregues o novo Centro Obstétrico e duas unidades de internações cirúrgicas. Tanto o novo hospital, como as novas passarelas e a modernização das áreas SUS do complexo estão sendo desenvolvidos a partir de verbas extraordinárias, e especialmente originárias de empresários e bancada federal gaúcha.

No que diz respeito ao combate à pandemia, a Santa Casa ampliou a sua estrutura para integrar a rede de assistência aos pacientes infectados com o novo coronavírus. Assim, a instituição disponibilizou 100 leitos de UTI e 134 leitos de internação dedicados para estes atendimentos. De março a setembro, a Santa Casa atendeu mais de cinco mil pacientes confirmados com a Covid-19.

Desta forma, ao celebrar mais um ano de atividades ininterruptas de serviços de saúde a toda a população, participando ativamente do processo assistencial da Covid-19, e dele retirando aprendizados e legados, a Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre se mantém no propósito de sua missão bicentenária de proporcionar ações de saúde a todos, desenvolvendo ações que visam a sua sustentabilidade, modernização, inovação e crescimento.

MAIS NOTÍCIAS

DIGA NÃO!
RESTAURANTE COME COME
SUPER SÃO JOSÉ
FUNERÁRIA CAMAQUENSE
ELETRO CLIC
FUNERÁRIA BOM PASTOR
ART MÓVEIS
OLIDATA
PADARIA ESTRELA
ROGÉRIO CALÇADOS
ADRIANO CONRADO
Tocando agora: Relembre bons momentos
Diminuir/Aumentar Fonte: Fonte: A - A +