Polícia

Polícia Civil realiza operação contra crimes relacionados ao tráfico de drogas em Guaíba

Investigação teve início após um homicídio que ocorreu em março na cidade
20/10/2020 - 10h57min Corrigir

A Polícia Civil realizou, no começo da manhã desta terça-feira (20), uma operação contra os crimes de homicídio, tráfico de drogas e extorsão em Guaíba e Cachoeirinha, na Região Metropolitana. A ação resultou no cumprimento de 15 ordens judiciais, sendo cinco mandados de prisão preventiva, um de prisão temporária e nove mandados de busca e apreensão.

Foram mobilizados cerca de 50 agentes em 22 viaturas, incluindo as participações do efetivo tático e helicóptero da Coordenadoria de Recursos Especiais (CORE) e cães farejadores do Departamento Estadual de Investigações do Narcotráfico (Denarc).

No total, houve a prisão de sete criminosos e a apreensão de três veículos, diversos celulares, um simulacro de arma de fogo e mais de R$ 3 mil em dinheiro.

As investigações duraram seis meses. O foco da ação policial foi o bairro Cohab, em Guaíba. Três dos mandados judiciais foram expedidos contra suspeitos de um homicídio, que ocorreu em março na cidade.

Segundo a investigação, um homem estava em um bar e passou a agredir a companheira. Nesse momento, ele foi cercado por indivíduos que o espancaram. Em seguida, o homem correu para a casa da mãe, sendo perseguido por dois agressores que o executaram com diversos disparos de arma de fogo.

A polícia também apurou que a vítima foi executada não pelas agressões contra a companheira, mas sim por conta de dívidas com o tráfico de drogas. A morte foi encomendada por um dos líderes do narcotráfico da região. Ele está preso em Cachoeirinha, condenado a 25 anos de prisão por crimes, em sua maioria, ligados ao tráfico de entropecentes. 

Outro investigado é irmão e braço direito do mandante, que teria sido um dos autores dos disparos. O suspeito também está em liberdade monitorada, e é conhecido por ser extremamente violento e é suspeito de praticar diversos homicídios. Já o terceiro investigado é o responsável por conduzir um esquema de tele-entrega de droga para a organização criminosa e teria sido o segundo autor dos tiros.

Os outros três mandados foram expedidos pelos crimes de tráfico de drogas e extorsão, praticados por outro grupo criminoso que tem atuado de forma violenta no mesmo bairro. Todos possuem antecedentes por tráfico de drogas.

Um dos integrantes foi preso com pequena quantidade de drogas, sendo que conseguiu dispensar antes a maior parte dos entorpecentes no pátio de uma residência.

Solto mais tarde, ele retornou ao local e, acreditando que a moradora tivesse se apossado da droga, exigiu que ela devolvesse o entorpecente. Como a vítima não havia recolhido nada, a mulher foi obrigada, mediante ameaça de morte, a pagar ao traficante o valor da droga perdida.

MAIS NOTÍCIAS

ELETRO CLIC
OLIDATA
FUNERÁRIA CAMAQUENSE
FUNERÁRIA BOM PASTOR
DIGA NÃO!
RESTAURANTE COME COME
ART MÓVEIS
PADARIA ESTRELA
ADRIANO CONRADO
SUPER SÃO JOSÉ
ROGÉRIO CALÇADOS
Tocando agora: Relembre bons momentos
Diminuir/Aumentar Fonte: Fonte: A - A +