Polícia

Camaquense cai no golpe do falso empréstimo

Golpista se apresentou pelo WhatsApp como gerente financeiro. Caso foi registrado na Polícia Civil
25/10/2020 - 10h06min Corrigir

Uma moradora de Camaquã registrou na Polícia Civil que recebeu uma mensagem via WhatsApp de oferecimento de crédito, e entrou em contato com o telefone pelo aplicativo WhatsApp com um homem que se intitulou com gerente financeiro oferecendo empréstimo de R$ 2 mil, do Banco Santander. O suposto gerente financeiro disse que era responsável em fazer empréstimos para pessoas físicas e “negativadas”.

A mulher, diante disto, forneceu o número da carteira de identidade e do CPF, além do número do Cartão conta Poupança e de uma contada agência da Caixa Econômica Federal. O falsário disse que em 30 minutos iria ser aprovado o empréstimo.

Passada cerca de meia hora, o suposto gerente financeiro solicitou que a vítima imprimisse o contrato do empréstimo que ele havia enviado pelo WhatsApp. A vítima leu o contrato e imprimiu.

Após assinar, a vítima enviou de volta o contrato para o gerente financeiro e recebeu um boleto no valor de R$ 200,00 para pagar. O gerente financeiro pediu para aguardar mais 30 minutos. A vítima perguntou quando deveria pagar a primeira parcela, e o gerente respondeu “em 45 dias”.

Trinta minutos depois, a vítima constatou que o dinheiro do empréstimo não havia entrado na conta e questionou o gerente financeiro. O homem, por sua vez, respondeu que a transferência tinha sido feita, porém bloqueada. Ele, inclusive, apontou que havia enviado o comprovante do banco no qual consta que o valor havia sido depositado.

A vítima tentou fazer o pagamento do boleto de R$ 200,00 em uma casa lotérica, porém não conseguiu fazer o pagamento em razão que o CNPJ no boleto não conferia. O gerente disse então que precisaria realizar um depósito de R$ 180,00, pois faltou na documentação para liberar o crédito e, para isto, ele forneceu uma conta bancária de uma agência da Caixa Econômica Federal em favor de uma mulher, pessoa física.

A vítima então depositou o valor de R$ 180,00 na conta da mulher, e o falso gerente financeiro disse que era só aguardar a liberação. Ocorre que, depois de 24 horas, o golpista bloqueou o WhatsApp da vítima e não atendeu mais a ligação.

Com informações da Polícia Civil

MAIS NOTÍCIAS

FUNERÁRIA CAMAQUENSE
ELETRO CLIC
ADRIANO CONRADO
ART MÓVEIS
DIGA NÃO!
RESTAURANTE COME COME
ROGÉRIO CALÇADOS
PADARIA ESTRELA
SUPER SÃO JOSÉ
OLIDATA
FUNERÁRIA BOM PASTOR
Tocando agora: Relembre bons momentos
Diminuir/Aumentar Fonte: Fonte: A - A +