Geral

Após atacar criança, cachorro é arrastado e morto por populares

O caso revoltou os moradores da cidade de Poções, na Bahia
28/10/2020 - 09h50min Corrigir

No último domingo (25), um cachorro foi morto por alguns cidadãos em Poções, no estado da Bahia. O crime aconteceu no bairro Alto do Paraíso e a situação chocou toda a cidade.

O Pitbull, que tinha o nome de Hulk, estranhou uma criança e a atacou, como consequência, cortou a orelha e causou alguns outros ferimentos. Os vizinhos ficaram revoltados com a situação, portanto imobilizaram o animal com uma corda e saíram arrastando pelas ruas até a morte do cachorro.

Após isso, os populares descartaram o animal em um terreno. O caso já foi denunciado na Delegacia de Policia Territorial de Poções pela Associação Amigos dos Bichos (AAB).

Em uma de suas redes sociais, a AAB repudiou a situação e alertou a população sobre as medidas que deveriam ser tomadas – “De início o animal deveria ser entregue para ser examinado em um centro de Zoonose ou equipe de epidemiologia da cidade, ficando 10 dias em observação. Em seguida ele seria entregue ao tutor, e este responsável pelo o que ocorreu com a criança”.

 
 
 
Ver essa foto no Instagram

NOTA DE REPÚDIO Este cachorro da raça Pitbull, chamado Hulk foi brutalmente torturado e morto por moradores do bairro Alto do Paraíso. O cachorro atacou uma criança e infelizmente acabou arrancando a orelha da mesma. Justiça com as próprias mãos nunca será a saída. Cachorros, independente de raça, são seres irracionais. Maus tratos é CRIME, e esse crime não passará em branco. A AAB já tomou as medidas cabíveis. É muito importante que as pessoas saibam como devemos proceder em situações como essa. De início o animal deveria ser entregue para ser examinado em um centro de zoonose, ou equipe de epidemiologia da cidade, ficando em observação por 10 dias. Em seguida ele seria entregue ao tutor, e este ser responsável pelo o que ocorreu com a criança. Ou seja, o animal NÃO merece ser violentado de nenhuma maneira, muito menos como um ato de VINGANÇA, e não algo que iria salvar a criança naquele momento. O ANIMAL NÃO TEM CULPA! #cadeiaparamaustratos

Uma publicação compartilhada por Associação Amigos dos Bichos 🐾 (@amigodosbichosaab) em 26 de Out, 2020 às 6:00 PDT

De acordo com informações, a criança foi socorrida e seu estado de saúde é estável.

Maus-tratos contra animais podem dar até cinco anos de prisão

A lei que aumenta a pena para maus-tratos contra gatos e cachorros foi publicada no último dia 30 de setembro, no Diário Oficial da União. O texto altera a Lei de Crimes Ambientais aumentando a pena – que passa a ser de dois a cinco anos de reclusão, com multa e proibição de guarda. O autor do crime passa também a ter um registro de antecedentes criminais.

Antes das mudanças, a penalidade para violência contra animais silvestres, domésticos e domesticados era de detenção de três meses a um ano. As alterações se referem apenas a gatos e cachorros.

Com informações da Agência Sertão

MAIS NOTÍCIAS

ART MÓVEIS
DIGA NÃO!
ADRIANO CONRADO
FUNERÁRIA BOM PASTOR
PADARIA ESTRELA
RESTAURANTE COME COME
FUNERÁRIA CAMAQUENSE
OLIDATA
SUPER SÃO JOSÉ
ROGÉRIO CALÇADOS
ELETRO CLIC
Tocando agora: Relembre bons momentos
Diminuir/Aumentar Fonte: Fonte: A - A +