Polícia

Modelo acusa senador Irajá Silvestre Filho de estupro em SP

Local onde ambos se encontraram antes de ocorrer o suposto abuso faz parte da mesma rede onde a influencer Mari Ferrer foi violentada em 2018
24/11/2020 - 15h09min Corrigir

Uma modelo de 22 anos está acusando o senador Irajá Silvestre Filho (PSD-TO) de estupro, conforme trouxe em primeira mão o canal CNN Brasil. O crime teria ocorrido na noite do último domingo (22), em São Paulo. Irajá é filho da senadora Kátia Abreu (PP-TO).

A jovem realizou registro policial no 14º Distrito Policial de Pinheiros. De acordo com o relato, ela teria sido dopada pelo parlamentar antes de ser abusada. O local onde o deputado e a modelo se conheceram, segundo ela, foi em almoço no Jockey Club. Na sequência, eles foram ao Café de La Musique acompanhados de um amigo de Irajá. A vítima afirma ter acordado em um apartamento, no momento em que acontecia o ato e percebeu que o senador não estava usando preservativo. Nisso, conseguiu interromper a penetração e se trancou no banheiro, onde mandou mensagem pelo celular para uma amiga vir ajuda-la.

O parlamentar prestou depoimento na tarde dessa segunda-feira (23) e negou a autoria do crime. Irajá afirmou que embora estivessem alcoolizados, ambos não perderam a consciência e fizeram sexo de forma consensual. Além disso, o senador disse que autorizou a entrada da amiga da modelo no apartamento, que é de sua propriedade e fica ao lado da boate. Ele afirmou ainda que a vítima disse ter sido agredida e tentou chutá-lo após sair do banheiro, além de querer sair seminua pelo corredor do prédio.

Em seguida, o senador disse que ligou para um advogado e foi até a delegacia prestar depoimento. Irajá também publicou uma nota à imprensa em sua defesa. Leia na íntegra:

"Foi com surpresa, decepção, tristeza e indignação que tomei conhecimento do episódio infame, maldoso e traiçoeiro envolvendo a minha vida e minha dignidade.

Eu sempre pautei minha vida profissional, pública e pessoal pela ética, respeito e retidão, sendo inimaginável ser acusado de algo dessa natureza.

O fato é que, como principal interessado na revelação ampla e total de toda essa farsa, solicitei que meu advogado, Daniel Bialski, reforçasse às autoridades responsáveis pela investigação do caso que requisitassem a realização de exame de corpo delito na acusadora para comprovar a verdade.

Ressalto que compareci espontaneamente à delegacia responsável pela apuração dos fatos e pedi para ser submetido, voluntariamente, a exame de corpo de delito e toxicológico, tudo para desmistificar o quanto aleivosamente alegado.

As filmagens, demais provas e testemunhas hão de repor a verdade no seu devido lugar e vir a declarar minha total e plena inocência. Confio na polícia e na Justiça e sei que ficará provado que jamais houve nada que possa tangenciar qualquer comportamento inapropriado de minha parte.

Lamento muito ter sido envolvido nesse enredo calunioso e difamatório que busca manchar o meu nome em função da visibilidade momentânea da função que ocupo. Reitero que aguardarei a conclusão das investigações antes de fazer qualquer nova manifestação. Não pretendo ser atirado para essa arena sórdida. A verdade aparecerá e eu a aguardarei com serenidade.

Declaro e reitero que não cometi ilícito algum e estou à disposição das autoridades para quaisquer esclarecimentos que se fizerem necessários.

Café de La Musique como um dos assuntos mais comentados do Twitter:

Nas redes sociais, os internautas se mostraram indignados com mais um caso de denúncia de estupro envolvendo a boate Café de La Musique. Há poucas semanas, ganhou repercussão o julgamento do caso da influencer Mariana Ferrer, que foi violentada pelo empresário André Aranha em uma boate da rede em Florianópolis, há cerca de dois anos. O juiz acabou absolvendo Aranha da acusação e classificou o ato como estupro culposo - que seria sem a intenção de ter estuprado - crime que não consta no Código Penal brasileiro. As imagens do advogado que fazia a defesa do empresário humilhando a vítima causaram revolta.

Leia mais: Juiz que absolveu empresário do estupro contra a influenciadora Mariana Ferrer é denunciado ao CNJ por omissão

Muitas pessoas fizeram publicações no Twitter pedindo justiça e pelo fechamento das casas noturnas da rede, além de destacar a política machista do local. A deputada Fernanda Melchionna (PSOL-RS), que concorreu à prefeitura de Porto Alegre no primeiro turno das eleições municipais deste ano, também se posicionou a respeito na internet:

MAIS NOTÍCIAS

OLIDATA
ROGÉRIO CALÇADOS
FUNERÁRIA BOM PASTOR
FUNERÁRIA CAMAQUENSE
RESTAURANTE COME COME
SUPER SÃO JOSÉ
ART MÓVEIS
ELETRO CLIC
ADRIANO CONRADO
MÁRIO SERRALHEIRO
PADARIA ESTRELA
Mais Lidas
OLIDATAROGÉRIO CALÇADOSFUNERÁRIA BOM PASTORFUNERÁRIA CAMAQUENSERESTAURANTE COME COMESUPER SÃO JOSÉART MÓVEISELETRO CLIC
ADRIANO CONRADOMÁRIO SERRALHEIROPADARIA ESTRELA
Tocando agora: Relembre bons momentos
Diminuir/Aumentar Fonte: Fonte: A - A +