Geral

Matemática está por trás da sorte e do azar nos jogos

Outros fatores além da sorte podem determinar a vitória na roleta
02/12/2020 - 14h16min Agência Emarket Corrigir

Sorte é fundamental para apostadores de jogos de azar, mas isso não quer dizer que não existam princípios matemáticos por trás do funcionamento dos diferentes tipos de jogos de cassino. Na verdade, a matemática é capaz de explicar por que é tão difícil para o apostador vencer.

Mas qualquer jogo tem os seus princípios, e é sempre possível ao apostador usar a matemática ao seu favor para aumentar as suas chances de vitória. Para isso, é preciso ter bons conhecimentos no assunto, tão difícil para a maior parte dos alunos e das pessoas em geral.

Mas quem tem facilidade pode, literalmente, lucrar, aplicando conceitos matemáticos na vida. Foi o que aconteceu com o matemático americano Edward Thorp, por exemplo, que se tornou célebre e fez fortuna graças à sua fórmula para vencer em jogos de cassino, que é uma adaptação da teoria do físico John Larry Kelly Jr., que diz que, para que a aposta valha a pena, é preciso que o lucro no caso de vitória mais a probabilidade de vitória sejam mais altos que o prejuízo no caso de derrota mais a probabilidade de derrota.

Thorp, nascido em Chicago, adaptou a teoria para o jogo de blackjack, também conhecido como vinte-e-um, e a levou para os cassinos de Las Vegas, onde o matemático se tornou indesejado pelos cassinos porque vencia com frequência.

O blackjack é um jogo de cartas muito comum em cassinos – por um lado, por se tratar de um jogo com regras fáceis de serem entendidas e pelo outro, por ser um dos jogos nos quais o apostador tem as maiores chances de ganhar. Para a vitória em uma partida, é necessário ter uma pontuação mais alta de o adversário, mas sem ultrapassar os 21 pontos.

Porém, as estatísticas deixam claro que, em qualquer situação, a probabilidade de que o apostador vença é sempre menor que a soma da probabilidade de não atingir pontos o suficiente e da probabilidade de ultrapassar os 21 pontos.

Pelo método que Thorp adotou, o matemático memorizava todas as cartas, o que permitia a ele calcular as probabilidades das que ainda estavam por vir. Ele detalhou a técnica no seu best-seller Beat the Dealer.

Já a roleta possui regras bem mais básicas, mas o retorno é bem mais difícil: o jogador tenta adivinhar, basicamente, o número ou a cor do número sobre o qual a bolinha estará quando a roleta parar de se movimentar.

Como são duas cores, vermelho e preto, a chance de acertar a cor é de praticamente 50%, mas, nesse caso, o retorno é baixo. Se a aposta for no número, o retorno é alto, mas a chance de acertar é ínfima.

Para a maioria das pessoas, a roleta é um jogo de pura sorte, pois a chance é igual para que cada número seja aquele sobre o qual a bolinha estará. No entanto, é possível partir de aspectos físicos do jogo para calcular em que posições a probabilidade de acertar é maior.

Foi a maneira que Thorp encontrou para tentar adivinhar os resultados da roleta. Em uma parceria com o matemático Claude Shannon, do Michigan, criou um computador para usar por dentro das roupas no interior dos cassinos, que tinha a capacidade de analisar as voltas e os quiques da bolinha e, assim, calcular onde ela teria mais chances de parar.

Cada jogo, assim como esses que já citamos, possui um princípio matemático que define a probabilidade de que o jogador ganhe ou que a casa ganhe. A Mega-Sena não é diferente. Considerando os 60 números que podem ser marcados na Mega-Sena, a quantidade de combinações que podem ser sorteadas é de mais de 50 milhões.

Ou seja: cada aposta, sejam qual forem os números escolhidos, tem uma chance em 50 milhões de ser sorteada. Isso vale para qualquer combinação, até mesmo 1, 2, 3, 4, 5 e 6. Pense nisso quando apostar na mega sena

Em 2018, um sorteio da Mega-Sena gerou controvérsia devido aos números sorteados: 50, 51, 56, 57, 58 e 59 – uma sequência de quatro números e todos os seis dentro da casa dos 50. Quatro apostadores dividiram o prêmio.

Apesar da polêmica, o professor de Cálculo e Estatística Marcos Vinicius Ribeiro, da ESAMC (Escola Superior em Administração, Marketing e Comunicação) de Sorocaba, garante que o resultado é perfeitamente possível.

“Não existe uma fórmula mágica para que eu ou qualquer outra pessoa saiba com antecedência quais serão os números que serão sorteados na Mega-Sena, embora muitos apostadores usem de combinações místicas de números e outra estratégias”, disse Ribeiro ao Jornal Cruzeiro do Sul.

Enfim, vale tudo na hora de apostar, seja em jogos de cassino seja na Mega-Sena da virada. Se a sua vontade de vencer for acompanhada por métodos e técnicas que ajudem a aumentar as probabilidades, está valendo.

Por agência emarket

MAIS NOTÍCIAS

PADARIA ESTRELA
SUPER SÃO JOSÉ
ADRIANO CONRADO
MÁRIO SERRALHEIRO
ELETRO CLIC
ART MÓVEIS
RESTAURANTE COME COME
FUNERÁRIA BOM PASTOR
FUNERÁRIA CAMAQUENSE
ROGÉRIO CALÇADOS
OLIDATA
Mais Lidas
PADARIA ESTRELASUPER SÃO JOSÉADRIANO CONRADOMÁRIO SERRALHEIROELETRO CLIC
ART MÓVEISRESTAURANTE COME COMEFUNERÁRIA BOM PASTORFUNERÁRIA CAMAQUENSEROGÉRIO CALÇADOSOLIDATA
Tocando agora: Relembre bons momentos
Diminuir/Aumentar Fonte: Fonte: A - A +