Mundo

Ciclone em Moçambique deixa pelo menos nove mortos

Pessoas afetadas por tempestades em janeiro chegam a 288.400
27/01/2021 - 08h12min Corrigir

Pelo menos nove pessoas morreram devido ao ciclone Eloise, em Moçambique, e o total de pessoas afetadas pela tempestade e outras cheias de janeiro chega a 288.400, anunciaram as autoridades.

Sete mortes foram registradas na província de Sofala, outra na Zambézia e uma em Manica, regiões no centro do país, mostra o mais recente balanço do Instituto Nacional de Gestão de Desastres (INGD) moçambicano, publicado hoje (27) no jornal diário estatal Notícias.

De acordo com o INGD, operações de busca e salvamento são feitas naquelas regiões, onde a Organização das Nações Unidas (ONU) estima a existência de 18 mil desalojados.

O ciclone Eloise atingiu o centro de Moçambique no sábado (23), depois de a tempestade Chalane ter provocado sete mortes, na mesma zona, no fim de 2020.

O país está em plena época chuvosa e ciclônica, que ocorre entre os meses de outubro e abril, com ventos procedentes do Oceano Índico e cheias com origem nas bacias hidrográficas da África Austral.

O período chuvoso de 2018/2019 foi dos mais severos que já ocorreram em Moçambique: - 714 pessoas morreram, incluindo 648 vítimas de dois dos maiores ciclones (Idai e Kenneth) que já atingiram o país em tão poucas semanas.

MAIS NOTÍCIAS

ADRIANO CONRADO
ART MÓVEIS
FUNERÁRIA CAMAQUENSE
CAMPANHA CONTRA COVID
ELETRO CLIC
SUPER SÃO JOSÉ
MÁRIO SERRALHEIRO
ROGÉRIO CALÇADOS
FUNERÁRIA BOM PASTOR
OLIDATA
Tocando agora: Relembre bons momentos
Diminuir/Aumentar Fonte: Fonte: A - A +