Saúde

Nova remessa de vacina deverá chegar em Camaquã somente semana que vem

Informação foi repassada em live por Danieli Hain de Souza, chefe do Setor de Vacinação
23/02/2021 - 18h58min Corrigir

A nova remessa de vacina contra a covid-19 deverá chegar em Camaquã somente na semana que vem, mas sem data prevista ainda, e com isso ainda não há previsão da continuidade da vacinação no município. O assunto foi tratado, na tarde desta terça-feira (23), durante live na fanpage da prefeitura, com a participação do secretário da Saúde, Renato Sanhudo, do coordenador da Vigilância em Saúde, Fabiano Martins e da chefe do Setor de Vacinação, Danieli Hain de Souza.

Portanto, a previsão de que a continuação da vacinação se daria no dia 26 de fevereiro não se concretizou. Isso porque a remessa de novas doses chegará do Ministério da Saúde no Rio Grande do Sul, provavelmente, no sábado (27), e então não tem previsão em que dia virá para Camaquã.

Nas últimas semanas, começaram a receber a segunda dose da vacina os profissionais de saúde da linha de frente (Upa, Samu, Central de Ambulâncias e setores de covid e Pronto Atendimento do HNSA), das pessoas internadas em instituições de longa permanência e em instituições que abrigam pessoas com deficiência. Das 11 instituições deste tipo em Camaquã, seis receberam a vacina do CoronaVac, com intervalo de 28 dias.

Para começar a vacinação dos idosos, foram recebidas 830 doses, que já se esgotaram. Para idosos com ou mais de 80 anos e idosos acamados. As doses remanescentes, 166, são para aplicar a segunda dose nos profissionais que receberam a primeira dose no início ou que não estavam presentes quando ocorreu a vacinação.

De acordo com a chefe do Setor de Vacinação, Danieli Hain de Souza, quando chegar a nova remessa das vacinas elas serão aplicadas da seguinte forma:

- Continuação da vacinação dos idosos acamados (60 anos ou mais que estão restritas ao leito);

- Idosos com 90 anos ou mais em qualquer condição de saúde. Receberão a vacina em domicílio.

A vacinação recomeçará pelos bairros contemplados pela estratégia de saúde da família, Carvalho Bastos e no centro da cidade. Mas será retomado em todos os bairros do perímetro urbano onde ainda ficaram pessoas para serem vacinadas, afirma Danieli Hain de Souza.

Danieli alerta ainda que, quem já ligou e forneceu o nome do idoso não precisa ligar novamente, eles já estão cadastrados. Quem ainda não ligou e tem idoso com 90 anos ou mais ou acamado pode ligar para uma unidade de saúde mais próxima de sua residência e fornecer o nome e o endereço que será atendido. Idosos com 80 anos ou mais deverão ser vacinados depois.

Ainda segundo a chefe do Setor de Vacinação, para a zona rural do município a Secretaria da Saúde está planejando a vacinação para todas a pessoas com 60 anos ou mais, a partir de abril.

Danieli disse ainda que, nesta quarta-feira (24) o vacinômetro, índice que mostra a taxa de vacinados no município, estará atualizado para consulta do público.

MAIS NOTÍCIAS

ADRIANO CONRADO
FUNERÁRIA CAMAQUENSE
ART MÓVEIS
ROGÉRIO CALÇADOS
SUPER SÃO JOSÉ
ELETRO CLIC
PADARIA ESTRELA
CAMPANHA CONTRA COVID
MÁRIO SERRALHEIRO
FUNERÁRIA BOM PASTOR
OLIDATA
Tocando agora: Relembre bons momentos
Diminuir/Aumentar Fonte: Fonte: A - A +