Rural

Secretaria da Agricultura libera R$ 5 milhões para aquisição de sementes forrageiras

Participantes do programa podem comprar sementes de espécies forrageiras, que são usadas para pastagem do gado
24/03/2021 - 14h14min Corrigir

Os contratos de crédito que possibilitam a aquisição de sementes para as entidades participantes do Programa de Sementes Forrageiras – Edição 2021 começam a ser enviados a partir desta quarta-feira (24). Eles somam R$ 5 milhões e beneficiarão cerca de 11,5 mil famílias de agricultores familiares por meio de 90 entidades em todo o Rio Grande do Sul.

O Programa de Sementes Forrageiras – Edição 2021 teve seu início em dezembro de 2020, com a proposta do governo do Estado de antecipar o calendário de operacionalização do programa. Foram levantadas as demandas dos agricultores familiares e entidades representativas, elaborados os projetos técnicos e encaminhada a documentação. Os processos passaram por avaliação e resultaram agora na formalização dos contratos para utilização dos recursos.

Neste momento, com o recebimento do contrato para a formalização do crédito, os sindicatos, cooperativas e associações participantes do programa podem efetuar a compra das sementes de espécies forrageiras de inverno. Entre elas, azevém, aveia-preta, aveia-branca, trigo duplo propósito e ervilhaca, entre outras, ou espécies forrageiras de verão como capim sudão, milheto, sorgo etc., conforme projeto técnico aprovado, para distribuição imediata junto aos agricultores.

O agricultor beneficiado pelo programa fará o pagamento do recurso somente em fevereiro de 2022, sem juros e com um desconto de 30% a título de bônus adimplência no contrato.

“Com essa ação, estão sendo beneficiados diretamente agricultores familiares e pecuaristas familiares que irão ampliar suas áreas de formação de pastagens destinadas à alimentação animal. A atuação do programa também auxilia na minimização dos impactos causados pela estiagem junto ao setor produtivo primário”, destaca o coordenador do programa, Jonas Wesz. De acordo com ele, o objetivo principal é a melhoria das cadeias produtivas da bovinocultura de leite e corte na agricultura familiar do Rio Grande do Sul.

MAIS NOTÍCIAS

ANUNCIE AQUI
OLIDATA
FUNERÁRIA BOM PASTOR
ART MÓVEIS
ELETRO CLIC
SUPER SÃO JOSÉ
FUNERÁRIA CAMAQUENSE
MÁRIO SERRALHEIRO
ROGÉRIO CALÇADOS
Tocando agora: Relembre bons momentos
Diminuir/Aumentar Fonte: Fonte: A - A +
*/ ?>