Polícia

Professora morta em atentado a creche em SC trabalhava há 10 anos no local

Outra vítima do ataque é uma jovem de apenas 20 anos, que atuava como agente escolar na unidade
04/05/2021 - 14h46min Atualizada em 04/05/2021 - 15h11min Corrigir

Uma das vítimas do atentado à creche Pró-Infância Aquarela, no município de Saudades, Oeste de Santa Catarina, é a professora Keli Adriane Aniecevski, de 30 anos. A educadora trabalhava há cerca de 10 anos na escola infantil. O ataque ocorreu por volta das 10 horas desta terça-feira (4). A unidade atende crianças de 6 meses a 2 anos. 

A informação foi confirmada por familiares da vítima e, também, pela secretária de educação do município, Gisela Hermann. Keli teria morrido no local. A prima, Silvane Elfel, foi quem contou sobre a atuação da educadora na unidade ao portal G1 SC

Além de Keli, uma agente escolar e três crianças – duas meninas e um menino – de até dois anos também morreram. Mirla Renner, de 20 anos, foi a segunda vítima do ataque a ser identificada. De acordo com informações preliminares, a jovem chegou a ser socorrida e encaminhada para atendimento em Chapecó, cidade vizinha a Saudades, mas veio a óbito no começo da tarde.

O autor do ataque, segundo a Polícia Civil, é um jovem de 18 anos, sem antecedentes criminais. Ele teria entrado no local e atingido as vítimas com um facão. Na sequência, deu golpes contra o próprio corpo e foi levado em estado gravíssimo para um hospital em Pinhalzinho, onde está preso. Ainda não se sabe as motivações para o crime. 

O prefeito de Saudades, Maciel Schneider, informou que o município decretará luto oficial por três dias. A governadora interina de Santa Catarina, Daniela Cristina Reinehr, também decretou luto de três dias no Estado.

MAIS NOTÍCIAS

MÁRIO SERRALHEIRO
ROGÉRIO CALÇADOS
ELETRO CLIC
SUPER SÃO JOSÉ
FUNERÁRIA BOM PASTOR
ART MÓVEIS
ANUNCIE AQUI
OLIDATA
FUNERÁRIA CAMAQUENSE
Tocando agora: Relembre bons momentos
Diminuir/Aumentar Fonte: Fonte: A - A +
*/ ?>