Polícia

Duas mulheres são presas suspeitas de negociarem criança recém-nascida no RS

Segundo a Polícia Civil, uma delas levaria o bebê de forma ilegal para o Uruguai
06/05/2021 - 16h42min Corrigir

Duas mulheres foram presas suspeitas de negociarem uma criança recém-nascida em Santana do Livramento, na Fronteira Oeste do Rio Grande do Sul.

Uma delas estava grávida e a gestação vinha sendo acompanhada por uma assistente social da Santa Casa de Misericórdia do município. A profissional estranhou a relação da gestante com uma outra mulher, de nacionalidade uruguaia. Por conta disso, ela acionou a Polícia Civil, que começou a investigar o caso.

A suspeita deu à luz nessa quarta-feira (6) e, de acordo com o que foi apurado, ela daria o bebê para a estrangeira. Conforme a delegada Giovana Muller, responsável pela investigação, a uruguaia encaminharia a criança de forma ilegal até a cidade de Rivera, que faz fronteira com Santana do Livramento. Um homem, apontado como companheiro dessa mulher, seria cúmplice no caso.

O casal estava até com enxoval pronto para levar o bebê até o Uruguai. “Ela estava com toda a mala de maternidade, um moisés, tudo pronto para levar para Rivera. Nós não sabemos se esta criança seria abrigada no lar deste casal ou se ela poderia ser objeto de tráfico de pessoas. É uma situação que nós sempre recebemos denúncias aqui na fronteira e que devem ser verificadas. O que será feito a partir de então”, disse a delegada ao G1 RS.

Ambas as mulheres responderão pelo crime de envio ilegal de menor ao exterior. Tanto o pai da criança quanto o marido da uruguaia estão desaparecidos, de acordo com a polícia. Eles estão sendo procurados para prestarem depoimento. A criança segue internada na Santa Casa de Misericórdia.

MAIS NOTÍCIAS

FUNERÁRIA CAMAQUENSE
FUNERÁRIA BOM PASTOR
ROGÉRIO CALÇADOS
ART MÓVEIS
SUPER SÃO JOSÉ
ANUNCIE AQUI
MÁRIO SERRALHEIRO
ELETRO CLIC
OLIDATA
Tocando agora: Relembre bons momentos