Saúde

Secretaria da Saúde amplia vacinação da segunda dose da CoronaVac em Camaquã

Imunização ocorrerá na próxima segunda-feira (17) e se estende às pessoas que tomaram a primeira dose do imunizante no dia 30 de março
14/05/2021 - 12h02min Corrigir

Em uma transmissão realizada na manhã desta sexta-feira (14), a Secretaria da Saúde de Camaquã detalhou como será o calendário de vacinação contra a covid-19 da próxima semana no município. O encontro contou com a participação do secretário Renato Sanhudo, da coordenadora do Centro de Imunizações, enfermeira Danieli Hain, e do coordenador da Vigilância Sanitária, Fabiano Martins.

Na segunda-feira (17), a imunização ficará restrita apenas às pessoas que tomaram a segunda dose da vacina CoronaVac até 30 de março. A vacinação acontecerá no Centro de Imunizações Viégas, somente na parte da manhã, das 8h30 às 12 horas. O secretário Sanhudo orientou para as pessoas que estão com a data atrasada escrita a lápis no cartão de vacinação, que ignorem essa data e aguardem os comunicados dos órgãos oficiais do município sobre quando será aberta a vacinação.

Na parte da tarde, serão imunizados os idosos acima de 60 anos e pessoas com comorbidades que tenham mais de 35 anos. Esses grupos receberão a primeira dose da vacina AstraZeneca. O horário de vacinação será das 13h30 às 16h30, no Centro de Imunizações. Os gestores lembraram que os critérios de comorbidades são determinados pelo Plano Nacional de Imunizações, do Ministério da Saúde. Cada pessoa terá que comprovar a comorbidade através de receita ou laudo médico, que ficará retido na unidade de aplicação da vacina.

Grupos comorbidades incluídas como prioritárias para a vacinação contra a covid-19:

  • Diabetes; 
  • Pneumopatias crônicas graves: pessoas com pneumopatias graves incluindo doença pulmonar obstrutiva crônica, fibrose cística, fibroses pulmonares, pneumoconioses, displasia bronco pulmonar e asma grave (uso recorrente de corticóides sistêmicos, internação prévia por crise asmática);
  • Hipertensão Arterial Resistente (HAR);
  • Hipertensão Arterial estágio 3;
  • Hipertensão Arterial estágios 1 e 2 com lesão em órgão-alvo;
  • Doenças Cardiovasculares;
  • Insuficiência cardíaca (IC) em estágios B, C ou D, independente de classe funcional da New York Heart Association;
  • Cor-pulmonale crônico e hipertensão pulmonar primária ou secundária;
  • Cardiopatia hipertensiva;
  • Síndromes coronarianas crônicas: angina pectoris estável, cardiopatia isquêmica, pós infarto agudo do miocárdio, outras;
  • Valvopatias: lesões valvares com repercussão hemodinâmica ou sintomática ou com comprometimento miocárdico (estenose ou insuficiência aórtica; estenose ou insuficiência mitral; estenose ou insuficiência pulmonar; estenose ou insuficiência tricúspide, e outras).
  • Miocardiopatias de quaisquer etiologias ou fenótipos, pericardite crônica ou cardiopatia reumática;
  • Doenças da aorta, dos grandes vasos e fístulas arteriovenosas: aneurismas, dissecções, hematomas da aorta e demais grandes vasos;
  • Arritmias cardíacas com importância clínica e/ou cardiopatia associada (fibrilação e flutter atrias e outras).
  • Cardiopatias congênitas com repercussão hemodinâmica, crises hipoxêmicas; insuficiência cardíaca, arritmias, comprometimento miocárdico;
  • Portadores de próteses valvares biológicas ou mecânicas; e dispositivos cardíacos implantados (marca-passos, cardio desfribiladores, ressincronizadores, assistência circulatória de média e longa permanência);
  • Pessoas que sofreram Acidente Vascular Cerebral (AVC) isquêmico ou hemorrágico, ataque isquêmico transitório, ou demência vascular;
  • Doença renal crônica estágio 3 ou mais;
  • Imunossuprimidos: indivíduos transplantados de órgão sólido ou de medula óssea; pessoas vivendo com HIV; doenças reumáticas imunomediadas sistêmicas em atividade e em uso de dose de prednisona ou equivalente > 10mg/dia ou recebendo pulsoterapia com corticoide e/ou ciclofosfamida; demais indivíduos em uso de imunossupressores ou com imunodeficiências primárias; pacientes oncológicos que realizaram tratamento quimioterápico ou radioterápico nos últimos 6 meses; neoplasias hematológicas;
  • Hemoglobinopatias graves;
  • Obesidade mórbida;
  • Síndrome de Down;
  • Cirrose hepática A, B ou C.

Novo lote

A retomada da vacinação acontece após o município receber, no começo da semana, uma nova remessa com mais 420 doses da CoronaVac destinadas à aplicação da segunda dose. Devido às poucas doses disponíveis, a secretaria elaborou um cronograma que será divulgado após cada dia de imunização conforme as doses disponíveis. Uma nova live com atualizações acerca da vacinação está marcada para as 15h15 de segunda.

Ontem (13) à noite, o Rio Grande do Sul recebeu um lote com mais 127,6 mil doses da CoronaVac. Já na manhã de hoje, chegou ao Estado mais 62,4 mil doses do imunizante. Para Camaquã, serão destinadas 840 doses.

O RS também recebeu nessa quinta mais 237.250 doses da vacina Astrazeneca/Oxford. Segundo a Secretaria Estadual da Saúde (SES), as doses ficarão armazenadas na Central Estadual de Armazenamento e Distribuição de Imunobiológicos (Ceadi), em Porto Alegre. Camaquã será contemplado com 790 doses do imunizante. 

A pasta disse que irá distribuir, ainda nesta sexta, parte do lote que chegou na quinta. Todas as doses que forem distribuídas às 18 Coordenadorias Regionais de Saúde (CRS) devem ser utilizadas para a aplicação da segunda dose de quem já recebeu a primeira da CoronaVac há 28 dias ou mais. Mesmo com as novas remessas, ainda ficam faltando 157.730 vacinas para aplicar a segunda dose na população gaúcha.

Assista:

MAIS NOTÍCIAS

OLIDATA
ART MÓVEIS
FUNERÁRIA BOM PASTOR
ELETRO CLIC
MÁRIO SERRALHEIRO
ANUNCIE AQUI
SUPER SÃO JOSÉ
FUNERÁRIA CAMAQUENSE
ROGÉRIO CALÇADOS
Tocando agora: Relembre bons momentos