Política

Vereador defende que Camaquã libere realização de eventos, de acordo com protocolos sanitários do Governo do Estado

Vítor Azambuja alega que setor de eventos, como buffet e sonorização, é um dos que mais sofreu com as restrições econômicas impostas desde o início da pandemia
09/06/2021 - 09h57min Corrigir

O vereador Vítor Azambuja, líder da Bancada do Progressistas na Câmara Municipal de Camaquã, protocolou nesta terça-feira (8), uma indicação ao secretário municipal do Desenvolvimento, Inovação, Cultura e Turismo, Clayton Dworzecki, e ao procurador geral, Fabiano Ribeiro, solicitando a liberação da realização de eventos infantis, sociais e de entretenimento em Camaquã. O documento solicita uma adequação do decreto municipal aos protocolos do Governo do Estado, que permitem a retomada do setor.

A realização de eventos infantis, sociais e de entretenimento no Rio Grande do Sul foi regulamentada através da Portaria SES nº 391/2021, dentro do decreto que regra o novo modelo de monitoramento da pandemia no Estado, o Sistema 3As, vigente desde o dia 16 de maio e que dá mais liberdade aos prefeitos municipais. Os protocolos do Governo do Estado são rígidos, prevendo uma pessoa para cada 8m² de área útil em ambiente aberto e uma pessoa para cada 16m² de área útil em ambiente fechado, além de limitar um público máximo de 70 pessoas e uma duração máxima de quatro horas, entre outras limitações.

Na indicação, Vítor Azambuja reitera que, apesar da liberação por parte do governo gaúcho, o município de Camaquã segue proibindo essas atividades, causando ainda mais prejuízos financeiros e sociais: “O setor de eventos é, sem dúvidas, um dos que mais sofreu com as restrições econômicas impostas desde o início da pandemia. Os empreendedores e trabalhadores do ramo, bem como suas famílias, não aguentam mais a proibição de exercer suas atividades”, explicou o vereador.

Outro ponto importante destacado pelo vereador é que a região de Camaquã não está definida pelo governo do Estado como em estado de alerta no sistema 3As - Aviso/Alerta/Ação, o que permite uma maior flexibilização das atividades: “Aguardamos uma resposta e posição do Executivo Municipal adequando o decreto municipal para que as pessoas possam trabalhar com dignidade e respeitando os protocolos obrigatórios definidos”, concluiu Vítor Azambuja.

MAIS NOTÍCIAS

MÁRIO SERRALHEIRO
OLIDATA
SUPER SÃO JOSÉ
ROGÉRIO CALÇADOS
FUNERÁRIA BOM PASTOR
FUNERÁRIA CAMAQUENSE
ART MÓVEIS
ANUNCIE AQUI
ELETRO CLIC
Tocando agora: Relembre bons momentos