Polícia

Pai é acusado de estuprar e matar filha adolescente no RS

Homem foi preso na tarde de ontem (10), após tentar se jogar de uma passarela na BR-116
11/06/2021 - 10h40min Corrigir

A Polícia Civil aponta o pai da adolescente de 13 anos encontrada morta na última quarta-feira (9) em São Leopoldo, no Vale dos Sinos, como o principal suspeito do crime. A investigação também afirma que a menina foi estuprada antes de ser assassinada.

O corpo foi encontrado seminu e enrolado em um cobertor, deitado sobre a cama de um dos quartos da residência onde a garota estava morando com o pai, no bairro São Miguel. A polícia identificou vários hematomas pelo rosto da vítima, impossibilitando a identificação, além de um corte na altura do pescoço. Uma faca foi apreendida no local.

O crime teria acontecido na madrugada de terça-feira (8). Vizinhos escutaram gritos de socorro por volta das 4 horas. Aproximadamente meia hora depois, mais gritos foram ouvidos. As testemunhas afirmaram que não chamaram a polícia por desconhecerem de onde estavam vindo os pedidos de ajuda.

A jovem havia se mudado na segunda-feira (7) para a casa onde ocorreu o crime. O imóvel foi alugado pela ex-companheira do pai. O homem, de 40 anos, estava com a tutela da filha há menos de um ano. Até então, ela morava com a mãe. A motivação para a mudança da guarda foi a vontade da vítima de criar vínculos com o pai. 

O suspeito havia sido visto pela última vez saindo da residência às 7 horas de terça-feira. Depois, acabou preso no final da tarde de ontem (10), após tentar se jogar de uma passarela na BR-116, na altura do km 246, sentido interior-Capital, na região do bairro Rio dos Sinos. A ocorrência durou cerca de 30 minutos e causou congestionamento no trânsito. A ação foi atendida pelas equipes da Brigada Militar, Polícia Rodoviária Federal (PRF), Corpo de Bombeiros e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de São Leopoldo.

A família da vítima já prestou depoimento. O homem também foi ouvido pelas autoridades e confessou o crime. Ele disse estar sob influência de drogas. O caso está sob responsabilidade da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DPHPP) de São Leopoldo.

MAIS NOTÍCIAS

FUNERÁRIA CAMAQUENSE
ROGÉRIO CALÇADOS
OLIDATA
FUNERÁRIA BOM PASTOR
ART MÓVEIS
ANUNCIE AQUI
ELETRO CLIC
SUPER SÃO JOSÉ
MÁRIO SERRALHEIRO
Tocando agora: Relembre bons momentos