Política

Projeto busca criar Política Estadual de Governança Pública e fortalecer a gestão no RS

Projeto de Lei deve corrigir gargalos históricos em relação à estratégia de gestão das políticas de Estado
18/06/2021 - 11h28min Corrigir

Para reforçar o compromisso com a eficiência na gestão pública, o deputado estadual Marcus Vinícius (PP) protocolou o Projeto de Lei 174/2021 que “institui a Política Estadual de Governança Pública e Compliance para órgãos e entidades públicas do Rio Grande do Sul”.

De acordo com o parlamentar, a proposta visa corrigir um déficit gerencial de décadas. Buscando diminuir a baixa adesão do setor público a mecanismos de liderança, estratégia e controle, a matéria aprimora conceitos e princípios basilares para uma boa gestão. “Precisamos acabar com a descontinuidade de ações estatais e o desperdício de recursos financeiros”, afirma.

Precursor da iniciativa no Brasil, o ministro do Tribunal de Contas da União, João Augusto Nardes, trouxe referências da OCDE para difusão dos conceitos de governança no país. Com a aprovação do projeto, o RS será o primeiro estado da federação a ter uma política deste nível implementada por lei. 

Em visita ao ministro, na última terça-feira (15), o deputado apresentou o conteúdo final do projeto, que já tramita na Assembleia Legislativa. Nardes saudou a proposta e se dispôs a contribuir para a conscientização dos parlamentares gaúchos quanto à necessidade de implementação das ações.

Com esta política, o deputado Marcus Vinícius quer garantir espaço para significativos avanços éticos em diferentes órgãos e entidades e, em especial, para a difusão em todos os municípios do território gaúcho. O texto abrange os Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, além do Tribunal de Contas, Ministério Público, Defensoria Pública e demais entes estaduais, na falta de regulamentação específica por estes órgãos.

De acordo com Marcus Vinícius, o planejamento é a implementação em nível estadual e, posteriormente, a adoção pelos munícipios. “O desenvolvimento deste projeto no âmbito do Estado é de extrema importância. No entanto, é fundamental a integração dos gestores locais como reforçamos no nosso projeto”, pontua.

MAIS NOTÍCIAS

FUNERÁRIA BOM PASTOR
FUNERÁRIA CAMAQUENSE
ART MÓVEIS
ANUNCIE AQUI
MÁRIO SERRALHEIRO
OLIDATA
SUPER SÃO JOSÉ
ELETRO CLIC
Tocando agora: Relembre bons momentos