Economia

NFT's: o novo mercado bilionário da tecnologia de Blockchain

A tecnologia que permitiu o surgimento do Bitcoin, agora dá início a uma nova era bilionária para as mídias digitais
19/07/2021 - 16h01min Decode Corrigir

Todos os dias, centenas de itens digitais como imagens, vídeos, textos, músicas, jogos eletrônicos, artes, memes, entre outros, circulam este infinito que chamamos de internet. Apesar destes arquivos digitais estarem disponíveis para todo e qualquer usuário, como você e eu, isso não nos torna proprietários deles. É a partir deste contexto que surge a ideia do NFT, sigla para “Non-fungible Token” (“Token não-fungível”, em tradução livre). Embora este assunto tenha gerado uma série de controvérsias, a Decode, empresa de client acquisition e consulting pertencente ao grupo BTG Pactual, encontrou dados quase inacreditáveis que demonstram o constante crescimento deste mercado.

Inscreva-se em nosso novo canal do YouTube... ACESSE AQUI

Mas afinal, o que é um NFT?

Antes de responder a esta pergunta, é necessário introduzir um outro conceito ligado ao surgimento desta febre: o blockchain. Basicamente, o blockchain é uma tecnologia, utilizada no comércio de criptomoedas, capaz de “guardar” informações em uma corrente permanente e infinita que se atualiza a cada segundo. Em outras palavras, este sistema permite o rastreamento da transação de alguns tipos de informação pela internet.

O NFT é um token, ou seja, a representação digital de algo. Por ser “não-fungível”, ele não pode ser facilmente trocado, uma vez que sua posse digital e inviolável é garantida por meio do blockchain.

Esse mercado começou a se formar há cerca de três anos, mas se popularizou apenas neste ano de 2021, movimentando mais de US$2.000.000.000 no primeiro trimestre, vinte vezes mais que o trimestre anterior, ainda em 2020. Essa movimentação faz sentido quando observamos os preços exorbitantes destes “produtos digitais”. Alguns exemplos são o meme ‘Doge’, o primeiro tweet do CEO do Twitter e o vídeo de um lance do astro LeBron James vendidos, respectivamente, por US$4,0 milhões, US$2,9 milhões e US$ 208 mil.

Boom midiático

Este assunto experienciou um boom midiático entre os meses de janeiro e abril de 2021, quando houve um aumento de 6.300% no volume de matérias publicadas no Brasil sobre as NFT's. Além disso, segundo a coleta de dados da Decode através do Google Ads, entre os meses de janeiro e maio de 2021, o volume de buscas no Google sobre o tópico passou de 1.600 para 110.000.

Quando voltamos nosso olhar para as redes sociais, percebemos que as reações pendem mais para o lado negativo do que o positivo. No Facebook:

- 39% dos usuários fizeram piadas a respeito do assunto
- 20% dos usuários demonstraram curiosidade/interesse pelo tema
- 15% dos usuários fizeram alguma pergunta como: "não é só tirar print?", "como funciona a blockchain?", etc.
- 14% dos usuários acreditam que seja um esquema de "lavagem de dinheiro"
- 12% dos usuários demonstraram indignação com o mercado de NFT's

Caso você tenha ficado com aquela pulga atrás da orelha e queira ver a movimentação deste mercado com os seus próprios olhos, confira as 5 maiores plataformas de compra e venda de arquivos NFT:

1ª- OpenSea (maior marketplace de NFT's)
2ª- Rarible (focada em arte digital)
3ª- Rarible (focada em arte digital)
4ª- Foundation (focada em arte digital)
5ª- AtomicMarket (compra e venda de ativos digitais)

Verifique também a primeira plataforma 100% brasileira de compra e venda de NFT’s: a 9Block, que conta com a participação do influencer Felipe Neto dentre seus investidores.

Não podemos negar que os NFT’s revolucionaram os mercados digital e financeiro, abrindo novos horizontes para investimentos e negociações. Com os aportes milionários de financiadores no mundo todo, as previsões garantem a consolidação dos não-fungíveis.

 

MAIS NOTÍCIAS

FUNERÁRIA BOM PASTOR
ELETRO CLIC
PIX
OLIDATA
KNN IDIOMAS
MÁRIO SERRALHEIRO
SUPER SÃO JOSÉ
FUNERÁRIA CAMAQUENSE
SERVI
ART MÓVEIS
CÂMERAS EXTERNAS