Polícia

Polícia Civil deflagra operação contra lavagem de dinheiro, tráfico de drogas e armas

Porto Alegre e Guaíba estão entre as cidades gaúchas onde foi deflagrada a operação
20/07/2021 - 13h10min Polícia Civil Corrigir

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Repressão à Lavagem de Dinheiro do Departamento Estadual de Investigações do Narcotráfico (Denarc) deflagrou, na manhã desta terça-feira (20), a Operação Irmandade, no Rio Grande do Sul e em mais cinco estados brasileiros, após quase dois anos de investigação. Três pessoas foram presas e apreendidos documentos, armas, telefones celulares, notebooks, dinheiro e veículos de luxo.

Inscreva-se em nosso novo canal do YouTube... ACESSE AQUI

A operação contou com cerca de 330 agentes de segurança pública nos 6 estados, cumprindo 72 mandados de busca e apreensão, 5 de prisão preventiva, além de bloqueio/indisponibilidade de ativos financeiros, veículos e imóveis, no Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Mato Grosso do Sul, Bahia e Pará. Outras 19 prisões temporárias solicitadas foram indeferidas.

O total, ainda a ser apurado nos bloqueios de ativos bancários, na bolsa de valores, em criptomoedas, bem como imóveis no vale dos Sinos, pode chegar a mais de 3,5 milhões de reais até o momento. O total de medidas cautelares sendo efetivadas, só no dia de hoje, chega a 254, sendo ao longo da investigação 385 solicitadas e cumpridas.

As cidades abrangidas na operação de hoje são Porto Alegre, Canoas, Cachoeirinha, Guaíba, Sapucaia do Sul, São Leopoldo, Novo Hamburgo, Estância Velha, Encruzilhada do Sul, Charqueadas, Montenegro e Quaraí, todas no RS, bem como Florianópolis/SC, Foz do Iguaçu/PR, Londrina/PR, Colombo/PR, Ponta Porã/MS, Campo Grande/MS, Porto Seguro/BA e Belém/PA. Diligências foram feitas também em São Paulo.

A ação de hoje teve apoio do Gabinete de Inteligência e Assuntos Estratégicos/GIE, Delegacia de Roubos do DEIC, Núcleo de Inteligência e GAES/Susepe, DPs de Quaraí e Encruzilhada do Sul/DPI, Draco/São Leopoldo, CORE/DPM, dentre outros Departamentos da Polícia Civil gaúcha, além das Polícias Civis de SC, PR, MS, BA e PA.

A Operação também contou com o apoio logístico do Ministério da Justiça/SEOPI. A União tem disponibilizado passagens e diárias para policiais dos estados federados em ações de combate às grandes facções criminosas.

 

MAIS NOTÍCIAS

OLIDATA
ELETRO CLIC
MÁRIO SERRALHEIRO
ANUNCIE AQUI
SUPER SÃO JOSÉ
FUNERÁRIA BOM PASTOR
ART MÓVEIS
FUNERÁRIA CAMAQUENSE
Tocando agora: Relembre bons momentos