Política

Assembleia Legislativa instala Frente da Infraestrutura e Mobilidade

Movimento pretende mapear problemas históricos e debater soluções para a mobilidade urbana
15/09/2021 - 16h12min Ascom dep. estadual Marcus Vinícius de Almeida Corrigir

A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul instalou nesta quarta-feira (15), em cerimônia realizada no salão Júlio de Castilhos, a Frente Parlamentar da Infraestrutura e Mobilidade. O movimento tem como presidente o deputado estadual Marcus Vinícius Vieira de Almeida (Progressistas) e irá concentrar esforços para elucidar gargalos existentes na mobilidade urbana.

Inscreva-se em nosso novo canal do YouTube ACESSE AQUI!

O parlamentar frisou, durante a cerimônia, que a mobilização deste movimento procura dirigir a sua atenção como prioridade a integração de modais entre a região metropolitana e os municípios, ao aumento no valor dos combustíveis e a elevação nos custo das passagens em serviços coletivos. “Serviços de transporte coletivo com qualidade e preços módicos é um clamor generalizado. Porém, não encontraremos novos caminhos com ideias ultrapassadas e velhas práticas de gestão. O mundo e as pessoas evoluíram. O poder público precisa reconhecer isso”, afirma.

De acordo com Marcus Vinícius, ainda, este movimento nasce do compromisso de colaborar com soluções para os principais problemas que afetam os gaúchos quanto à mobilidade. A Frente deve abordar as problemáticas trazidas pelo processo de urbanização sem o planejamento necessário. “Estamos propondo criar um espaço de construção, debate e diálogo, na Casa Parlamentar, para pensarmos a mobilidade urbana que queremos no Rio Grande do Sul”, pontua.

Em nome da presidência da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, o parlamentar Gabriel Souza destacou o potencial dos modais de transportes do Estado, como também a urgência de melhorias que se apresentam nas vias e a necessidade de um mapeamento das principais carências da infraestrutura estadual. “O Estado do Rio Grande do Sul não conseguiu se fazer, às vezes, indutor do desenvolvimento, pois faltou recursos para isso. Em virtude da ausência de medidas fundamentais na gestão, precisamos investir em infraestrutura para gerar mais competitividade”, afirma.

Referente à Região Metropolitana, o secretário adjunto de Mobilidade Urbana de Porto Alegre, Matheus Ayres, salientou dois desafios a serem enfrentados com precessão por governantes e a sociedade. ”Hoje no Brasil nós temos o problema número um que é a pandemia. O segundo problema é a mobilidade urbana nos grandes centros, capitais e no interior. Nos dois primeiros, a ausência da integração dos diferentes modais e das tarifas com a bilhetagem; e no último, a ausência dos transportes coletivos”, pontua.

Diretor-Presidente da Trensurb, Pedro Bisch Neto, enfatizou os efeitos dos subsídios nas passagens e a relevância de criar um programa de incentivo ao uso dos transportes coletivos. “É um modelo que se mostrou inviável, as contas não fecham mais. Para ajudar o sistema de transportes, precisamos reduzir os impostos, bem como produzir um programa de incentivo para a infraestrutura. A última vez que se mexeu, efetivamente, em transporte coletivo foi no final da década de 70 ”, argumenta.

Estiveram presentes no evento, além do deputado Marcus Vinícius e presidente do movimento, Ricardo Portella, Vice-presidente FIERGS; Leandro Monteiro, prefeito de Capivari; Marcelo Luis Krolow, prefeito de Cristal; Silvia Lasek, prefeita de Minas do Leão; Sérgio Ovídio prefeito, prefeito de Vila Nova do Sul; Gustavo Terra, prefeito de tupanciretã; José Carlos, prefeito de Arroio dos Ratos; Marcelo Gazen, Diretor da Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR); e Matheus Ayres, secretário adjunto de Mobilidade Urbana de Porto Alegre.

Para receber as notícias gratuitamente e em tempo real participe do nosso grupo de WhatsApp, acessando aqui!

MAIS NOTÍCIAS

FUNERÁRIA CAMAQUENSE
CÂMERAS EXTERNAS
OLIDATA
ELETRO CLIC
PIX
KNN IDIOMAS
SERVI
SUPER SÃO JOSÉ
FUNERÁRIA BOM PASTOR
ART MÓVEIS
MÁRIO SERRALHEIRO