Política

Segundo dia de oitivas da CPI da Propina acontece nesta terça em Camaquã

Sócio-proprietário da empresa de tabacos que se instalaria no município é a testemunha que será ouvida pelos membros da comissão
09/11/2021 - 09h00min Corrigir

O segundo dia de oitivas da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) ouve, nesta terça-feira (9), o sócio-proprietário da empresa Canarana Agro Comercial, José Claudir Machado, a respeito do caso do suposto pedido de propina por parte de um vereador, em troca de apoio na cedência de área pública para instalação da entidade em Camaquã. A audiência acontece no plenário da Câmara de Vereadores, a partir das 18 horas, com transmissão simultânea pela página do Facebook

Inscreva-se em nosso novo canal do YouTube ACESSE AQUI!

A CPI é composta pelo vereador Vinícios Araújo (MDB) como presidente, vereador Ronaldinho Renocar (Progressistas) como vice-presidente, e vereador Mozart Pielechowski (PSDB) como relator. 

Os membros apuram a denúncia feita pelo vereador Vítor Azambuja (Progressistas) sobre o recebimento de mensagens intimidatórias via aplicativo enviadas por José Claudir Machado. O empresário Elissandro Sperb de Freitas afirma que também recebeu supostas mensagens de Machado. Na última quinta-feira (4), tanto Azambuja quanto Sperb prestaram depoimento na primeira audiência da CPI. 

A empresa é especializada na importação e exportação de fumo, com faturamento mensal aproximado de R$ 120 mil, mas que tinha com promessa de investimento em Camaquã um valor superior a R$ 170 milhões. A prefeitura estudava doar uma área pública de 13 hectares para a instalação da firma.

A tramitação do projeto gerou polêmica entre o Poder Público e a comunidade, principalmente com relação ao potencial e a capacidade econômico-financeira da empresa. No final de setembro, o sócio-proprietário da Canarana enviou um documento ao prefeito Ivo de Lima Ferreira (PSDB) confirmando a desistência por parte da entidade de investir no município. 

De acordo com a declaração, a renúncia foi embasada nas situações consideradas vexatórias que a empresa foi submetida durante audiência pública realizada pela Câmara de Vereadores no dia 23 de setembro. A reunião foi convocada pelo presidente da Comissão de Orçamento, Finanças e Controle Externo do Legislativo camaquense, vereador Claiton Silva (PDT), para debater possíveis contradições sobre a cedência do terreno e a concessão do incentivo empresarial. Outros fatores ligados ao incentivo público que seria empregado para implantação da empresa no município foram vistos como desfavoráveis pela direção da firma para que a parceria fosse concretizada.

Uma nova oitiva acontecerá na quarta-feira (10), quando os membros da comissão irão construir o novo plano de trabalho para a próxima etapa da CPI. 

Para receber as notícias gratuitamente e em tempo real participe do nosso grupo de WhatsApp, clicando aqui!

Ou participe do nosso grupo no Telegram clicando aqui!

Siga o Blog do Juares no Google News e recebe notificações das últimas notícias em seu celular, acessando aqui!

MAIS NOTÍCIAS

KNN IDIOMAS
FUNERÁRIA CAMAQUENSE
SUPER SÃO JOSÉ
OLIDATA
PIX
FUNERÁRIA BOM PASTOR
ART MÓVEIS
ELETRO CLIC
MÁRIO SERRALHEIRO
DR. JOÃO BATISTA
CÂMERAS EXTERNAS