Cultura

Abertas inscrições para crianças e jovens participarem da Fábrica de Gaiteiros em Dom Feliciano

Faixa etária para participar do projeto é de 7 a 15 anos
12/01/2022 - 17h55min Ascom Prefeitura de Dom Feliciano / Edição: Redação Blog do Juares Corrigir

Anunciada a parceria durante a Festa da Uva 2022, ocorrida no último domingo (9), o músico Renato Borguetti juntamente com o prefeito Clenio Boeira (PTB) e o vice-prefeito Tiago Szortyka (PSB) comentaram sobre a instalação do projeto Fábrica de Gaiteiros no município.

Inscreva-se em nosso novo canal do YouTube ACESSE AQUI!

A Fábrica de Gaiteiros é um projeto de resgate cultural do Instituto Renato Borghetti, voltado à educação musical através da gaita para crianças e jovens de 7 a 15 anos. Contando com Dom Feliciano o projeto já dispões de 15 unidades. As inscrições estão abertas e o curso é gratuito, com validade até 30 de novembro.

Ouça AQUI a web rádio do Blog do Juares!

Também foi divulgado durante o evento quem será o professor da unidade Dom Feliciano. O jovem e talentoso Éder Nunes, que na ocasião dividiu o palco com Borguetti e mostrou sua competência e capacidade musical. Para participar basta acessar este link.

Quando for disponibilizada a vaga será enviado um e-mail e o aluno terá dois dias úteis para comparecer na unidade e efetivar a matrícula diretamente com o professor. Terminado o prazo a inscrição será cancelada, podendo ser refeita devendo o aluno aguardar nova chamada.
 
Na tarde de quarta-feira (7), o diretor de Cultura Érico Rakowski e o secretário adjunto de Educação Renan Ferreira estiveram visitando a sede no município de Barra do Ribeiro para incluir Dom Feliciano na rota desse belo projeto. Na ocasião, foram recebidos pelos diretores Newton de Grande e Renato Borghetti.
 
A intenção da Fábrica de Gaiteiros é a fabricação de um acordeão 8 baixos não só para iniciação, mas que possa também se transformar em um instrumento definitivo, pela qualidade que se pretende imprimir. Outro aspecto importante do projeto está ligado ao conceito socioambiental do instrumento, confeccionado com madeira certificada de eucalipto, proveniente de plantios renováveis.

Renato Borghetti, em viagens e shows pelo interior do Brasil e Rio Grande do Sul, recebe milhares de correspondências e pedidos verbais de fãs e admiradores. Entre tantas demandas, passou a carregar consigo algumas que considerou especiais: aquelas que solicitavam doação de gaitas ou auxílio para aquisição do instrumento, demasiadamente caro para os padrões brasileiros. “Essas cartas e e-mails me fizeram perceber o quanto era restrito o acesso da gaita-ponto aos interessados de baixa renda, evidenciando, assim, a carência de um projeto que permitisse o estímulo e a inclusão de jovens talentos na perpetuação da autêntica cultura gaúcha, através da gaita de oito baixos”, comenta Renato.

Para receber as notícias gratuitamente e em tempo real participe do nosso grupo de WhatsApp, clicando aqui!

Ou participe do nosso grupo no Telegram clicando aqui!

Siga o Blog do Juares no Google News e recebe notificações das últimas notícias em seu celular, acessando aqui!

MAIS NOTÍCIAS

GRÁFICA.COM
FUNERÁRIA BOM PASTOR
TBK INTERNET
FUNERÁRIA CAMAQUENSE
FUNERÁRIA CONCÓRDIA
Borgte Consórcios VEÍCULOS
IDEALPLAST
CÂMERAS
LEDEJAR
Mais Lidas
GRÁFICA.COMFUNERÁRIA BOM PASTORTBK INTERNETFUNERÁRIA CAMAQUENSEFUNERÁRIA CONCÓRDIABorgte Consórcios VEÍCULOSIDEALPLASTCÂMERASLEDEJAR