Polícia

Servidor que matou cachorro a pauladas é afastado do cargo no Sul do RS

O homem alegou para a polícia que estava se defendendo do animal
21/01/2022 - 13h09min Corrigir

O homem que está sendo investigado pela Polícia Civil após ser flagrado atacando um cachorro com pauladas até a morte em Rio Grande foi afastado do cargo que ocupava na prefeitura do município. O ataque foi registrado na noite do último sábado (15), por câmeras de segurança da garagem coletiva em que ocorreu o crime.

Anuncie sua empresa aqui neste espaço em todas as matérias! Acesse aqui e entre em contato com o Blog do Juares!

As imagens mostram o investigado com um pedaço de madeira nas mãos quando se aproxima do cachorro da raça buldogue. O cão começa a dar voltas ao redor do homem até que é atingido. O animal tenta fugir mas o suspeito avança e o ataca diversas vezes, até que o buldogue fica imóvel e ele se afasta.

Inscreva-se em nosso novo canal do YouTube ACESSE AQUI!

Segundo o delegado responsável pela investigação do caso, o servidor alegou que estava de defendendo de um ataque. O foco da investigação passou a ser o comportamento do cão

Apelidado de Costela pelos que transitavam pelo local, o cachorro da raça buldogue era tido como dócil e era cuidado pelos funcionários do estabelecimento. O homem já havia agredido o buldogue em outra ocasião, conforme relato do dono da garagem. Costela e outro cão que vivia no local passaram a ficar presos para evitar nossas agressões. Na noite em que o crime ocorreu, o funcionário que cuidava o local não havia prendido o cachorro.

O suspeito deve responder por maus-tratos, com pena de 2 a 5 anos de prisão, sujeita a aumento pela morte do animal.

A Prefeitura de Rio Grande emitiu uma nota sobre o afastamento do servidor

A Prefeitura do Rio Grande abriu uma sindicância para apurar o envolvimento de um servidor no espancamento e morte de um cão, no sábado passado (15). O caso ganhou repercussão nacional essa semana após a veiculação das imagens do crime.
A abertura da sindicância foi definida pela Procurador Geral do Município, Enio Duarte Fernandez, após questionamento da secretária da Causa Animal, Laura Fagundes, sobre a possibilidade de a conduta do servidor incorrer em infração disciplinar. Desde que as primeiras informações sobre o caso foram comunicadas, a secretária passou a acompanhar a situação e a auxiliar a Polícia Civil nas investigações.
O procurador do Município, Enio Duarte Fernandez Junior diz que o artigo 130 proíbe ao servidor qualquer ação ou omissão capaz de comprometer a dignidade e o decoro da função pública, ferir a disciplina e a hierarquia, prejudicar a eficiência do serviço ou causar dano à Administração Pública. Já o art 145, V da Lei 5819/03, afirma que a demissão será aplicada nos seguintes casos de incontinência pública e conduta escandalosa, na repartição.
“Todos estamos consternados com os fatos ocorridos, mas todos precisamos entender que existe um processo administrativo e um processo judicial a serem cumpridos. Todas as eventuais punições e sanções imputáveis aos servidor só podem ser efetuadas depois do exaurimento de todo processo administrativo para evitar qualquer nulidade, garantindo a ampla defesa”, diz.

Para receber as notícias gratuitamente e em tempo real participe do nosso grupo de WhatsApp, clicando aqui!

Ou participe do nosso grupo no Telegram clicando aqui!

Ouça AQUI a web rádio do Blog do Juares!

Siga o Blog do Juares no Google News e recebe notificações das últimas notícias em seu celular, acessando aqui!

MAIS NOTÍCIAS

SUPER SÃO JOSÉ
CLAUDIO PEGLOW
ART MÓVEIS
FUNERÁRIA CONCÓRDIA
GAIA
IDEALPLAST
TBK INTERNET
CÂMERAS EXTERNAS
LEDEJAR
Mais Lidas
SUPER SÃO JOSÉCLAUDIO PEGLOWART MÓVEISFUNERÁRIA CONCÓRDIAGAIAIDEALPLASTTBK INTERNET
CÂMERAS EXTERNASLEDEJARGRÁFICA.COMFUNERÁRIA CAMAQUENSE
Ouça a BJ Rádio Web

Está claro demais aqui? O Blog do juares agora conta com o modo escuro. Aperte na lâmpada e apague a luz!