Justiça

Homem que matou policial durante operação é condenado a 80 anos de prisão na Região Metropolitana

Outras quatro pessoas envolvidas no crime também foram condenadas e as penas variam entre 19 e 21 anos de reclusão
19/05/2022 - 11h20min Corrigir

O homem acusado de matar um policial civil durante operação em Gravataí, na Região Metropolitana, foi condenado a 80 anos e cinco meses de prisão. O julgamento teve início na manhã da terça (17), no Fórum da Comarca de Gravataí, e foi encerrado no início da madrugada desta quinta-feira (19). 

Maicon de Mello Rosa, o Monstro, como é conhecido, era réu confesso pelo homicídio duplamente qualificado do policial civil Rodrigo Wilsen da Silveira, além das tentativas de homicídio de outros três agentes, tráfico de drogas, posse e porte ilegal de armas, receptação e organização criminosa. 

O plenário foi composto pelos promotores de Justiça Aline Baldissera e Eugênio Paes Amorim, além do promotor-assessor do Gabinete da Subprocuradoria-Geral de Justiça para Assuntos Institucionais do Ministério Público do Rio Grande do Sul (MPRS), Fernando Sgarbossa, e o promotor de Justiça Roberto Taborda Masiero. O Tribunal do Júri entendeu e acatou a denúncia do MP.

Inscreva-se em nosso novo canal do YouTube ACESSE AQUI!

O crime foi registrado no dia 23 de junho de 2017, quando policiais civis e agentes da guarda municipal de Gravataí cumpriam mandado de busca e apreensão em um apartamento de um condomínio no bairro Passo das Pedras, apontado como ponto de venda de drogas. Os agentes foram recebidos a tiros por Maicon, que havia se escondido em um dos quartos do imóvel. Um dos disparos atingiu o policial Rodrigo na cabeça. Ele foi levado para o Hospital Dom João Beckel, mas não resistiu. O crime foi presenciado pela esposa do agente, a também policial civil Raquel Biscaglia, que participava das diligências. Ela não sabia que estava grávida e acabou perdendo o bebê semanas depois. Rodrigo tinha 39 anos e era escrivão e chefe de investigação da 2ª Delegacia de Polícia de Gravataí.

Na casa também estavam outros cinco suspeitos de tráfico de drogas, organização criminosa e outros crimes. Cristiane, Alecsandro, Guilherme, Marcos e Dirce Terezinha da Silva Borges. A quadrilha foi presa em flagrante e cinco deles seguem no sistema penitenciário. Dirce faleceu em 2019. A operação também resultou na apreensão de armas, drogas e veículos, entre eles um roubado. 

Segundo o MP, o grupo criminoso era liderado por Cristiane. A mulher dava ordens para o restante da facção quanto à distribuição e venda de drogas nos pontos que estavam sob seu domínio, especialmente no condomínio alvo da operação policial. Marcos Leandro Marques foi apontado como braço direito de Cristiane, dividindo com ela a posição de liderança da quadrilha.

Alecsandro da Silva Borges era responsável pela distribuição das drogas, enquanto Guilherme Santos da Silva atuava auxiliando os demais no comércio ilícito de drogas. Já Maicon era quem fazia a segurança armada do grupo. Ele já possuía antecedentes criminais por homicídio e estava em liberdade condicional no dia do crime. 

Além dele, o restante da facção acusada de envolvimento na morte do policial também foi condenada por tráfico de drogas, posse e porte ilegal de armas, receptação e organização criminosa.

Cristiane foi sentenciada a 21 anos e nove meses. Marcos Leandro a 19 anos e nove meses. Alecsandro da Silva Borges a 19 anos e sete meses. E Guilherme Santos da Silva a 19 anos e nove meses. A defesa ainda pode recorrer das sentenças.

Para receber as notícias gratuitamente e em tempo real participe do nosso grupo de WhatsApp, clicando aqui!

Ou participe do nosso grupo no Telegram clicando aqui!

Ouça AQUI a web rádio do Blog do Juares!

Siga o Blog do Juares no Google News e recebe notificações das últimas notícias em seu celular, acessando aqui!

MAIS NOTÍCIAS

IDEALPLAST
GRÁFICA.COM
SUPER SÃO JOSÉ
TBK INTERNET
Borgte Consórcios
ART MÓVEIS
CÂMERAS
LEDEJAR
Mais Lidas
IDEALPLASTGRÁFICA.COMSUPER SÃO JOSÉTBK INTERNETBorgte Consórcios
ART MÓVEISCÂMERAS
LEDEJARFUNERÁRIA CONCÓRDIAFUNERÁRIA CAMAQUENSE
Ouça a BJ Rádio Web

Está claro demais aqui? O Blog do juares agora conta com o modo escuro. Aperte na lâmpada e apague a luz!