Justiça

Justiça acata pedido do MP e determina prisão preventiva de homem que matou cão a pauladas no RS

Caso ocorreu no dia 15 de janeiro, em Rio Grande. Homem, que era servidor público da prefeitura, foi afastado do cargo e responde por maus-tratos contra animais
20/05/2022 - 11h09min Corrigir

O servidor público acusado de matar um cão a pauladas em Rio Grande, no Sul do Rio Grande do Sul, no começo do ano, teve a prisão preventiva decretada pela 4ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Estado. A decisão, que ocorreu por dois votos a favor e um contra, foi publicada nessa quinta-feira (19).

O Ministério Público havia entrado com recurso após o Judiciário rejeitar, em 1ª instância, o pedido de prisão do homem. Ele responde pelos crimes de maus-tratos contra animais e posse irregular de munição de uso permitido. O material foi apreendido na casa do acusado durante cumprimento de mandado de busca no decorrer da investigação feita pela Polícia Civil.

O caso aconteceu no dia 15 de janeiro, em uma garagem coletiva localizada no centro da cidade. Imagens das câmeras de segurança do local registraram o momento em que o homem agride diversas vezes o cão da raça buldogue inglês com um instrumento semelhante a um porrete de madeira até ele não resistir. Costela, como era chamado, tinha três anos de idade. O episódio gerou grande comoção na comunidade, já que o animal era bastante conhecido e estimado.

Inscreva-se em nosso novo canal do YouTube ACESSE AQUI!

Em depoimento à polícia, o agressor disse estar se defendendo do animal. No entanto, a gravação mostra que o cão apenas corria de um lado para o outro, como se estivesse brincando, e não tentando atacá-lo. O homem, que era funcionário da prefeitura local, foi afastado do cargo depois da repercussão do caso. Ele não tinha antecedentes criminais até então.

O mandado de prisão ainda não foi expedido. A Justiça aguarda a audiência de instrumentação do caso, marcada para a próxima quinta-feira (26). Por motivos de saúde, o acusado não compareceu à primeira sessão, que ocorreu ontem, conforme divulgou o MP. Além dele, também serão ouvidos os depoimentos da defesa e de uma testemunha de acusação que não depôs na audiência dessa quinta-feira.

O crime de maus-tratos contra animais prevê pena de três meses a um ano de prisão, além do aumento de um sexto a um terço da sentença em casos de morte do animal.

Para receber as notícias gratuitamente e em tempo real participe do nosso grupo de WhatsApp, clicando aqui!

Ou participe do nosso grupo no Telegram clicando aqui!

Ouça AQUI a web rádio do Blog do Juares!

Siga o Blog do Juares no Google News e recebe notificações das últimas notícias em seu celular, acessando aqui!

MAIS NOTÍCIAS

TBK INTERNET
SUPER SÃO JOSÉ
ART MÓVEIS
Borgte Consórcios
FUNERÁRIA CONCÓRDIA
LEDEJAR
IDEALPLAST
CÂMERAS
Mais Lidas
TBK INTERNETSUPER SÃO JOSÉART MÓVEISBorgte ConsórciosFUNERÁRIA CONCÓRDIALEDEJAR
IDEALPLASTCÂMERAS
FUNERÁRIA CAMAQUENSEGRÁFICA.COM
Ouça a BJ Rádio Web

Está claro demais aqui? O Blog do juares agora conta com o modo escuro. Aperte na lâmpada e apague a luz!