Polícia

Pai e filha são indiciados por associação criminosa armada em Tapes

Segundo a Polícia Civil, os dois são acusados de envolvimento na onda de assassinatos por conta da disputa entre facções rivais ligadas ao tráfico de drogas no município e região
20/05/2022 - 14h43min Corrigir

A Polícia Civil indiciou, nesta sexta-feira (20), pai e filha por associação criminosa armada em Tapes. A dupla é acusada de estar envolvida na onda de assassinatos ligados com a disputa pelo tráfico de drogas no município e região.

Após a investigação apurar que os criminosos responsáveis pelos homicídios utilizavam falsos uniformes da Polícia Civil durante a prática dos crimes, a Delegacia de Tapes abriu um inquérito para identificar os membros da quadrilha. O trabalho foi conduzido pelo delegado Luciano Meira Rodrigues.

Os agentes descobriram que uma empresa confeccionou ao menos 15 camisas e 15 máscaras da PCRS após uma mulher ter feito as encomendas em pelo menos três ocasiões. Ela foi apontada como a responsável por repassar o vestuário aos integrantes da facção. Segundo a polícia, a suspeita é filha de outro investigado e realizava visitas em presídio. O pai dela, por sua vez, é suspeito de auxiliar nos assassinatos em Tapes e região. Durante cumprimento de mandado de busca e apreensão, os policiais encontraram vídeos em que ele aparece manuseando duas pistolas e dezenas de munições. O sujeito também é alvo de outras investigações.

Inscreva-se em nosso novo canal do YouTube ACESSE AQUI!

No decorrer da apuração, os agentes ainda identificaram troca de mensagens entre outros criminosos dando ordens aos comparsas de como executar os crimes. A orientação era que os bandidos se vestissem como policiais para executar os rivais, afirmou a polícia.

O inquérito policial foi remetido ao Ministério Público Estadual (MPRS). Os indiciados responderão em liberdade. Os nomes deles são preservados pela Lei de Abuso de Autoridade. O crime de associação criminosa armada é considerado hediondo e prevê pena entre 3 e 6 anos de prisão.

O delegado Luciano destacou que a polícia deu atenção especial ao caso para proteger a integridade física dos agentes civis. De acordo com Meira, os policiais estão expostos a um risco ainda maior ao participarem de operações, já que várias quadrilhas estão usando falsos uniformes da PCRS para praticarem crimes em todo o Estado.

Para receber as notícias gratuitamente e em tempo real participe do nosso grupo de WhatsApp, clicando aqui!

Ou participe do nosso grupo no Telegram clicando aqui!

Ouça AQUI a web rádio do Blog do Juares!

Siga o Blog do Juares no Google News e recebe notificações das últimas notícias em seu celular, acessando aqui!

MAIS NOTÍCIAS

IDEALPLAST
BORGTE CONSÓRCIOS
TBK INTERNET
FUNERÁRIA CONCÓRDIA
SUPER SÃO JOSÉ
GRÁFICA.COM
LEDEJAR
ART MÓVEIS
FUNERÁRIA CAMAQUENSE
CÂMERAS
Mais Lidas
IDEALPLASTBORGTE CONSÓRCIOSTBK INTERNETFUNERÁRIA CONCÓRDIASUPER SÃO JOSÉGRÁFICA.COMLEDEJARART MÓVEISFUNERÁRIA CAMAQUENSECÂMERAS
Ouça a BJ Rádio Web

Está claro demais aqui? O Blog do juares agora conta com o modo escuro. Aperte na lâmpada e apague a luz!