Polícia

Polícia identifica suposto local utilizado para espancar homens encontrados em porta-malas de carro na Região Metropolitana

Crime ocorreu no último dia 5 e investigação aponta desavença envolvendo o tráfico de drogas como principal motivação
27/05/2022 - 15h20min Corrigir

Uma operação integrada da polícia descobriu o possível lugar onde os três homens encontrados no porta-malas de um carro em Cachoeirinha, na Região Metropolitana de Porto Alegre, teriam sido espancados. As diligências foram cumpridas na última terça-feira (24) nas cidades de Canoas, Porto Alegre, Charqueadas e Guaporé. Uma mulher foi presa apontada como cúmplice no crime ocorrido no dia 5 de maio. 

A ação foi desencadeada por meio da Delegacia Polícia de Homicídios e Proteção à Pessoa de Canoas (DPHPP), com o apoio do 15º Batalhão de Polícia Militar (BPM). Os agentes cumpriram 13 ordens judiciais, sendo 11 mandados de busca e apreensão e dois mandados de prisão preventiva. O caso é tratado como triplo homicídio - dois consumados e um tentado. A investigação está a cargo do titular da DHPP de Canoas, delegado Robertho Peternelli. 

Um dos locais alvo dos mandados, um apartamento em condomínio no bairro Guajuviras, em Canoas, seria onde as vítimas teriam sido espancadas. O imóvel será periciado por uma equipe do Instituto-Geral de Perícias (IGP). Além da prisão, os agentes apreenderam R$ 18 mil em espécie. A ação recebeu o nome de "Operação Tríplice Fronteira".

Inscreva-se em nosso novo canal do YouTube ACESSE AQUI!

A motivação do crime ainda está sendo apurada. Uma das hipóteses é de desavença envolvendo o tráfico de drogas. As vítimas foram encontradas amarradas e enroladas em um cobertor dentro do bagageiro de um veículo abandonado na estrada Passo do Nazário, no limite entre Cachoeirinha, Canoas e Esteio. Dois homens já estavam sem vida e um terceiro gravemente ferido. Segundo Peternelli, os criminosos responsáveis pelas mortes queriam que o carro tivesse caído em um rio no local, mas o veículo ficou atolado em uma estrada de chão.

Com os laudos emitidos pelo IGP, a investigação divulgou a identidade das vítimas em óbito. Ambos tinham passagens pela polícia, como também o homem que sobreviveu.

Maximiliano Corrêa Rodrigues, de 32 anos, possuía cinco antecedentes por roubo de veículos, dois por roubo de pedestres, três por assaltar comércios, outros dois por roubo a residências e três por furtos. A outra vítima, Jair André de Quadros Figueira, de 40 anos, tinha sete passagens por lesão corporal, seis ocorrências por posse de drogas e apropriação indébita. O terceiro homem, de 25 anos, foi socorrido e permanece em coma em um hospital da Região Metropolitana. Ele tem um antecedente por lesão corporal e sua identidade não foi divulgada por questões de segurança.

Para receber as notícias gratuitamente e em tempo real participe do nosso grupo de WhatsApp, clicando aqui!

Ou participe do nosso grupo no Telegram clicando aqui!

Ouça AQUI a web rádio do Blog do Juares!

Siga o Blog do Juares no Google News e recebe notificações das últimas notícias em seu celular, acessando aqui!

MAIS NOTÍCIAS

TBK INTERNET
GRÁFICA.COM
FUNERÁRIA CAMAQUENSE
ART MÓVEIS
CÂMERAS
IDEALPLAST
LEDEJAR
Borgte Consórcios
Mais Lidas
TBK INTERNET
GRÁFICA.COMFUNERÁRIA CAMAQUENSE
ART MÓVEISCÂMERASIDEALPLASTLEDEJARBorgte ConsórciosFUNERÁRIA CONCÓRDIASUPER SÃO JOSÉ
Ouça a BJ Rádio Web

Está claro demais aqui? O Blog do juares agora conta com o modo escuro. Aperte na lâmpada e apague a luz!